Vale Europeu: As Melhores Dicas da Europa Brasileira

Vale Europeu - Capa

Você sempre quis conhecer a Europa? Imagina conhecer uma região aqui no Brasil mesmo onde muitas pessoas acreditam ser um pedacinho do velho continente? Esse lugar existe! Estamos falando do Vale Europeu, a Europa Brasileira.

O Vale Europeu recebeu esse nome por alguns motivos. O nome “Vale” é porque suas cidades estão localizadas próximo ao rio Itajaí, região chamada de “Vale” do Itajaí. Já o título de europeu está relacionado à colonização européia.

A região tem forte descendência alemã e italiana e as pessoas mantém até hoje as tradições desses países, tanto na língua falada quanto na cultura e na boa comida.

Recentemente a região do Vale Europeu foi matéria do Globo Repórter. Muita gente ficou encantado e tem procurado saber mais sobre o lugar e as cidades por essa região do belo estado de Santa Catarina. Se você perdeu o Globo Repórter, pode assistir direto no site da Globo Play aqui.

Resolvemos ajudar nossos leitores e contar um pouco do que sabemos sobre a região do Vale Europeu e um guia completo das principais cidades. Confira com a gente.

Breve história do Vale Europeu no Brasil

O Brasil começou a receber um enorme contingente de imigrantes europeus a partir de 1830 com objetivo de ocupar terras vazias no sul do país.

Foram várias colônias instaladas no sudeste (Rio de Janeiro e São Paulo) e sul do Brasil (Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul).

Uma das mais importantes e famosas colonizações foi a colônia alemã fundada por Hermann Blumenau em 1850, que escolheu a região de clima agradável e próximo ao rio Itajaí. Outras colonias alemãs surgiriam próximas da atual cidade de Blumenau.

A partir de 1875 também teve inicio um maior movimento de colonização italiana, todas próximas da cidade de Blumenau e na região do Vale do Itajaí.  Nessa época foram criadas as colônias de Rio dos Cedros, Rodeio, Ascurra e Apiúna.

Muitas cidades se originaram dessas colônias e mantiveram a cultura européia original bem viva, com maravilhosas casas no estilo enxaimel, vilas localizadas entre bucólicas paisagens, a pureza de cervejas artesanais e muitas festas famosas para alegria de todos os brasileiros.

Porque Viajar para o Vale Europeu?

As cidades do Vale Europeu são lindas, mas também têm diversos outros atrativos:

  • As hospedagens, mesmo as mais simples, são super limpas e aconchegantes;
  • As pessoas tem uma receptividade fora do comum e te recebem de braços abertos;
  • Você terá contato com a natureza e pode-se desintoxicar da correria do dia a dia;
  • O capricho com as cidades pode ser visto pelas ruas limpas e organizadas;
  • Flores, jardins e a atenção aos  pequenos detalhes tornam o clima ainda mais europeu;

Melhor Época para conhecer o Vale Europeu

A região pode ser visitada o ano todo. em todos os meses existem atrações especiais para conhecer.

Para quem deseja fazer o Cicloturismo, a melhor época é entre abril e maio,  pois não está mais entre o período de chuvas e a temperatura é amena, nem muito quente e nem tão frio.

Particularmente, acredito que a primavera é uma das melhores épocas para visitar a região, famosa pelos jardins e flores ao longo das estradas, o que deixa a paisagem ainda mais bonita, com hortênsias e flores nas cidades.

Uma outra dica é se ligar no calendário de festas da região. Cada cidade tem uma festa tradicional que ocorre ao longo do ano e isso pode facilitar a sua decisão na escolha da melhor época para visitar o Vale Europeu. Por exemplo, a Oktoberfest de Blumenau aconteceu em outubro.

Festas Típicas do Vale Europeu

Todos os 49 municípios da região possuem festas tradicionais que ocorrem o ano inteiro e celebram a sua tradição européia com muita dança, comidas e apresentações culturais.

Outubro é a melhor época do ano para conferir a maior parte delas que ocorrem ao mesmo tempo. Se você quiser fazer um roteiro de festas e conhecer ainda mais da cultura e gastronomia dos imigrantes, faça a sua viagem nessa época.

Confira abaixo a relação das festas mais famosas:

Mapa do Vale Europeu

A região do Vale Europeu se encontra no estado de Santa Catarina. Abaixo você pode observar toda a região com suas cidades e principais estradas.

Mapa do Vale Europeu - Santa Catarina

Como Chegar ao Vale Europeu

Explorar o Vale Europeu é muito fácil e saber como chegar à região dependerá por onde você quer iniciar seu roteiro e quais cidades você pretende conhecer.

De Avião

Existem algumas opções de aeroportos que você pode utilizar para chegar na região do Vale Europeu. Os maiores são os aeroportos de Florianópolis, Navegantes, Curitiba e Joinville que possuem diversos voos para várias regiões do Brasil, com infraestrutura para terminar sua locomoção até o destino final por carro ou por ônibus.

De Ônibus

Há ônibus partindo do litoral para as principais cidades do Vale Europeu. Os preços variam entre R$ 20,00 (De Balneário Camboriú para Blumenau) e R$ 40,00 (De Florianópolis para Blumenau). Esses valores podem sofrer alterações por isso, pesquise os valores atualizados com as empresas antes de ir.

De Carro

Quem vem de outros estados poderá chegar à região do Vale Europeu pela BR 101 à Leste ou pela BR 116 à Oeste. A BR 470 corta o Vale de um lado para o outro.

Muitas atrações só poderão ser acessadas por estradas de terra, mas em geral de boa qualidade. Baixe o excelente app Here Maps e o mapa offline do Brasil para se locomover com facilidade pela região.

Quais Cidades fazem parte do Vale Europeu

São várias as cidades turísticas que podem ser visitadas para conhecer melhor do Vale Europeu, confira agora um resumo das principais. Para aquelas mais pedidas iremos fazer um post específico com detalhes e dicas de cada uma.

[optinform]

Blumenau

Imagens: Dinis Mengarda

A maior e mais famosa cidade do Vale Europeu, Blumenau adora manter suas tradições de festas.

No Centro da Cidade, além das compras, pode-se visitar os tradicionais bares alemães da cidade, como o Thapyoka e Tunga, na rua XV de novembro.

Na Vila Germanica também há diversas opções de bares e lojas de artesanato. Para quem gosta de aventura tem o Parque Ecológico do Spitzkopf.

Também há na cidade diversas opções de compras de cristais (Hering), conservas (Hemmer), malhas (Hering, CIC) e roupas de cama (Karsten, Altenburg, Teka) direto nos postos de vendas da fábrica.

Durante 3 semanas  em outubro na segunda maior Oktoberfest do mundo, atrás apenas da original na Alemanha, existem várias atrações na cidade e o culto à cerveja na Vila Germânica que atrai turistas do Brasil inteiro.

Programe sua viagem para conhecer essa festa maravilhosa.

Pomerode

Imagens: Dinis Mengarda

Eleita a cidade mais alemã do Brasil, Pomerode é uma pérola do Vale Europeu. Por lá, as crianças desde pequena já aprendem o alemão como segunda língua. Tudo isso, também é refletido em sua arquitetura com casas no estilo enxaimel, comida típica e pessoas loiras de olhos claros de descendência alemã.

Realmente parece que você está em um outro país devido a grande quantidade de casas típicas e a possibilidade de cruzar com pessoas na rua falando dialeto alemão.

A confeitaria Torten Paradies é um bom local para um café colonial. Para um almoço típico alemão vá ao restaurante típico WunderWald ou ao Siedletal.

Para hospedagem a pousada Rural Mundo Antigo é a opção para ficar em chalés típicos enxaimel. Na cidade também há um Zoológico e a Vila Encantada, com réplicas de dinossauros, bem no Centro da cidade. Uma boa opção de compras é visitar a loja da fábrica da famosa Porcelana Schmidt.

Também há lojas de fábricas de malharias. No Portal da cidade você encontrará diversos artesanatos típicos. O Museu Pomerano é outro lugar a ser visitado.

Em janeiro é realizada a tradicional e típica Festa Pomerana, com muita música, jogos e gastronomia alemã. O Encontro de Stammtisch de Pomerode acontece todos os anos em fevereiro onde Confrarias de todo o Estado promovem um dia inteiro de muito chope, comida e diversão no melhor estilo germânico.

Na Páscoa por toda a cidade há decoração com uso de símbolos tradicionais, como a Osterbaum – Árvore da Páscoa. Cada peça é montada com galhos secos, que lembram a frieza e morte do sepulcro de Jesus, junto a cascas de ovos coloridas, representando a alegria da vida na ressurreição de Cristo.

Brusque

Outra grande cidade do Valeu Europeu, muito conhecida por suas malhas e pelo consumo de Marrecos. É lá que todo ano se comemora a tradicional festa Fenarreco. São muitos pratos feitos com a iguaria durante a festa.

Suas malhas também são famosas em toda região e muita gente vai para lá comprar as peças com boa qualidade e preços bem convidativos.

Existem diversos centros comerciais com centenas de lojas de fábrica onde o turista pode comprar todo tipo de roupa. Os maiores são a FIP e o Ninho da Malha, além da matriz da tradicional loja Havan.

O turista pode conhecer o Parque Zoobotânico, o Santuário de Azambuja e o teleférico do Parque Leopoldo Moritz. O Hotel Monthez é uma construção típica alemã com um excelente visual da cidade.

Botuverá

A principal atração de Botuverá é o fantástico Parque das Grutas. As galerias são compostas por vários espeleotemas (esculturas feitas pela água), tais como travertinos, cortinas, couves-flor, chão de estrelas, fendas, vielas, estalactites, estalagmites e passagens distribuídas em labirintos e salões.

Constitui um conjunto inigualável e eternizado por pingos de água que gotejam continuamente do teto há centenas e milhares de anos.  A caverna de Botuverá é de fácil acesso, com iluminação e passarelas em seu interior para facilitar a visitação.

Indaial

Na cidade mais quente do estado de Santa Catarina, você pode conhecer a Vitória-Régia, planta aquática da Amazônia e cultivada no lago artificial em frente a Prefeitura

A pequena cidade de colonização alemã e italiana, Indaial possui ruas limpas, largas e floridas. Sua zona rural preserva casas em arquitetura enxaimel e lindas capelas em tijolos a vista que chamam a atenção.

Faz parte do Circuito de Cicloturismo do Vale Europeu e uma das principais atrações é o Vale do Encano com infraestrutura e possibilidade de banho no rio e até um divertido rafting para iniciantes.

Timbó

Imagens: Dinis Mengarda

A cidade de Timbó é muito importante para o Vale Europeu. É lá que fica a sede do Consórcio Intermunicipal de Turismo que tem como objetivo promover toda a região. Também é na cidade que inicia e termina o percurso do Circuito de Cicloturismo do Vale Europeu.

Não deixe de visitar o Museu do Imigrante que preserva a memória e história dos colonizadores Morro Azul, o ponto mais alto da cidade com boa estrutura. O caminho até lá já vale a pena e no topo há rampa de voo livre e um belo visual das cidades de Pomerode, Indaial e Timbó.

No Centro há o complexo Turístico Thapyoka, com restaurante típico, ponte turística e cachoeira no Rio Benedito, com roda d’agua do moinho antigo. Pela cidade você encontra várias lojas de fábrica de malharias que garantem boas compras.

Gaspar

Uma curiosidade sobre Gaspar é que a cidade foi inicialmente colonizada por açorianos. Somente depois chegaram os alemães e italianos. Essa mistura está aparente principalmente em sua comida.

Como atração turística, ela é muito conhecida pelos seus parques aquáticos, hotéis fazendas e diversos passeios que tem a natureza como ponto principal.

No âmbito religioso localiza-se aqui a primeira igreja Adventista do Brasil e no Centro da Cidade a linda matriz da igreja católica em estilo gótico e romano.

 
Rio do Sul

Com nascentes, rios importantes e muitas cachoeiras, a cidade de Rio do Sul se destaca por oferecer diversas atrações relacionadas à água. As mais bonitas são a Cachoeira do Matador com queda de 36 metros e a Cachoeira Itoupava com 60 metros de altura.

Quem gosta de aventura pode subir o Pico da Bandeira com 675 metros de altura e curtir um voo de parapente. Para os mais religiosos e culturais, não perca a Catedral de São João Batista e o Museu e Arquivo Histórico que foi instalado na antiga Estação Ferroviária da cidade.

Ibirama

A cidade de Ibirama é muito conhecida pelas atividades de esportes radicais. A sua geografia privilegia a prática de rafting, rapel, além de caminhadas por trilhas ecológicas.

Ibirama quer dizer terra da fartura e se você passa pela cidade, poderá comprovar isso visitando o Parque Nacional de Ibirama, com grande variedade de espécies em sua vegetação e diversos animais silvestres como cotia, paca, lebre tamanduá entre outros.

Não deixe de visitar também a indústria de brinquedos Sazonia. Uma grande fábrica de brinquedos que é orgulho da região.

Presidente Getúlio

A cidade de Presidente Getúlio recebe o título de Vale das Cachoeiras e não é por acaso. A cidade possui inúmeras quedas d’águas e paredões que possibilitam a prática de esportes aquáticos como rapel.

Mas também é possível fazer outros passeios como caminhada, voo livre e o cicloturismo.

Doutor Pedrinho

É uma pacata cidade com uma população abaixo de 5 mil habitantes descendentes de alemães e italianos. Como fica próximo de Timbó e Pomerode, muitos viajantes ficam nessas cidades e fazem passeio pela cidade de Doutor Pedrinho. As cachoeiras de Véu da Noiva e Paulista são as mais populares da cidade com quedas que passam de 60 metros.

Rio dos Cedros

Imagens: Dinis Mengarda

Diferente de outras cidades do Vale Europeu, Rio dos Cedros deve ser aproveitada com calma. Privilegiando o Turismo Rural, são várias fazendas transformadas em hotéis que oferecem todo o conforme e contato com a natureza.

Em setembro a Festa Trentina é um grande evento que recebe visitantes das mais diversas regiões mantendo a cultura italiana muito forte.

Outra beleza rara são as hortênsias que enfeitam casas e caminhos ao longo da cidade entre os meses de novembro e fevereiro possibilitando ao viajante se encantar ainda mais pela natureza da região.

Rodeio

O que se destaca nessa cidadezinha chamada Rodeio é a forte tradição italiana, também típica do Vale Europeu. Colonizada principalmente por imigrantes vindo de Trento na Itália, a culinária da região é destaque e você poderá saborear diversos pratos típicos como queijos, polenta, linguiça, o melado e diversas massas.

Não perca o Caminho das Hortênsias, uma estrada de chão que é rodeado por lindas hortênsias ao longo de 8km. Neste trajeto, você ainda encontrará estátuas de anjos com 2 metros de altura e uma estátua de Cristo com 9 metros de altura para fechar essa peregrinação para os fiéis.

Nova Trento

Imagens: Dinis Mengarda

Nova Trento recebe milhares de turistas. O Turismo religioso é bem forte na cidade pois é lá que se encontra o santuário de Santa Paulina. Um belo monumento em um espaço de mais de 7 mil metros quadrados dedicados à santa. São milhares de fiéis todos os anos para agradecer e pagar suas promessas à essa santa beatificada pelo Papa João Paulo II em 2002.

Para confirmar ainda mais que Nova Trento é a capital catarinense do turismo religioso, lá também se encontra o monumento de Nossa Senhora do Bom Socorro a 525 metros de altitude em uma bela região de natureza intocada. Este é outro monumento reconhecido pela igreja católica.

No caminho, não deixe de visitar a vinícola do Vô Luiz. São diversos produtos artesanais fabricados na região e um vinho com bom custo x benefício.

São João Batista

Se você procura um belo calçado com preço acessível, tem que ir à São João Batista. A cidade se destaca como polo calçadista de Santa Catarina. São Mais de 200 fábricas na cidade. Todo ano nos meses de janeiro e fevereiro acontece a Feira do Calçado Catarinense recebendo milhares de turistas.

Benedito Novo

Imagens: Dinis Mengarda

Benedito Novo é um município de colonização alemã, aqui você pode visitar as diversas cachoeiras, como a do Zinco com 75 m de queda, se aventurar na tirolesa de 2 km ou conhecer a única igreja em estilo enxaimel do Brasil

Roteiro Completo de Carro pelo Vale Europeu

Viajar de carro pelo Vale Europeu é uma ótima forma de conhecer em pouco tempo grande parte da beleza e cultura que essa região tem para oferecer. Principalmente quem vai com família, filhos e necessita de comodidade, essa é a melhor opção.

Para quem vem do norte de Santa Catarina, pode descer pela BR-101 e pegar a BR-280 e depois a SC-416 e você já estrará no Vale Europeu.

Confira abaixo um roteiro completo:

4 dias em Timbó

Ponto estratégico para se conhecer as belezas naturais e praticar diversos tipos de esportes aquáticos. A partir daqui confira as cidades próximas como Rio dos Cedros, Benedito Novo, Rodeio e Indaial. Conheça as cachoeiras e raftings fantásticos da região.

3 dias em Blumenau

A outra parada é na cidade mais famosa do Vale Europeu. Hora de conhecer mais a fundo a cultura alemã. Faça um passeio até Pomerode na cidade mais alemã do Brasil.

3 dias em Brusque

Brusque se destaca pelas lojas de roupas e também pela cultura alemã e ótimo ponto de partida para conhecer a fantástica gruta de Botuverá. Depois é hora de renovar a fé no templo de Santa Paulina e conhecer agora a cultura italiana em Nova Trento e na bela São João Batista.

Roteiro de Bicicleta

Para quem adora andar de bike e sonha fazer alguns dos trajetos mais bonitos em estradas no exterior, não pode deixar de fazer o Circuito Vale Europeu de Cicloturismo.

O primeiro a ser criado no Brasil, o percurso tem um total de 350km passando por belas paisagens do Vale Europeu. Privilegiando estradas de terra, esse circuito tem início em Timbó e termino também em Timbó, o que facilita e muito sua logística.

cicloturismo no vale europeu

A recomendação é que você faça o seu roteiro em pelo menos 7 dias para poder distribuir bem a quantidade percorrida por dia sem se esforçar demais.

O circuito começa em Timbó e passa pelos municípios de Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, Doutor Pedrinho, Indaial, Pomerode, Rio dos Cedros, Rodeio, terminando em Timbó.

Acesse o site oficial para traçar o seu roteiro e descobrir mais informações: Circuito Vale Europeu de Ciclismo.

Roteiro a pé

Para quem ama fazer trilhas o Vale Europeu também é um prato cheio. Assim como o Circuito de bicicleta, a região também oferece essa trilha para quem prefere conhecer as belezas naturais e culturais a pé.

Acesse o site oficial para conhecer o roteiro para mochileiros e traçar sua viagem: Circuito Mochileiros no Vale Europeu.

Você também pode Gostar

Brasil
América do Sul
Vamos bater um papo com a gente? Deixe sua dúvida ou comentário na caixa de discussão mais abaixo.
 
Gostou do post? Assine nossa lista nossa lista VIP abaixo para receber as novas postagens das cidades do Vale Europeu e diversas dicas de Viagem.

Colaboração de texto e fotos do amigo Mengarda que viveu em Rio dos Cedros e conhece tudo da região. Ele possui um álbum de fotos de várias cidades de Santa Catarina em seu facebook. Confira aqui.

11 COMENTÁRIOS

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui