O que fazer em Salvador durante 3 dias: roteiro completo

O que fazer em Salvador

A capital baiana é muito lembrada pelas praias, pelo acarajé, pelas bandas de axé e pelo Carnaval. Mas, se você planeja passar uns dias por lá e não gostar muito de algum desses itens, pode aproveitar de outras formas também. Para isso, vamos mostrar para você o que fazer em Salvador durante 3 dias. Dessa forma, faremos um roteiro completo para você aproveitar bem o que uma das principais cidades do nordeste brasileiro tem a oferecer.

Neste artigo, você irá encontrar:

  • História de Salvador (Bahia);
  • O que fazer em Salvador: pontos turísticos;
  • O que fazer em Salvador: gastronomia;
  • O que fazer em Salvador: espaços de lazer e entretenimento;
  • O que fazer em Salvador: eventos pontuais;
  • O que fazer em Salvador: praias.

Salvador (Bahia)

Inicialmente, para quem não sabe ou não se lembra das aulas de história do Brasil, Salvador foi a primeira capital federal. Dessa forma, é uma das cidades mais antigas do país. Afinal, a Bahia foi o primeiro local a ser visitado pelos colonizadores portugueses em 1500, na cidade de Porto Seguro.

Deste modo, escravos africanos trazidos pelos europeus foram responsáveis por trazer também as religiões como o candomblé e o culto a Yemanjá, por exemplo. Assim, popularizou-se também a iguaria vendida pelas baianas vestidas a caráter com nome de acarajé.

Aliás, desenvolveram-se também as manifestações e produções culturais. Assim, temos hoje as músicas animadas no ritmo de axé, executadas por bandas como Chiclete com Banana, Asa de Águia, Banda Eva, Babado Novo, Ivete Sangalo, Cláudia Leitte, entre outros artistas consagrados nacionalmente.

Em suma, todo esse desenvolvimento cultural fez da Bahia e de Salvador um dos atrativos turísticos do Brasil.

O que fazer em Salvador em 3 dias: roteiro

Como dissemos, se você não for muito chegado ao Carnaval ou às músicas de axé, vamos dar algumas outras opções para você visitar a Bahia e tirar o melhor proveito de sua estadia por Salvador. Porém, em alguns momentos, não teremos como separar locais e pontos turísticos de questões culturais.

No entanto, voltaremos a falar sobre a cultura mais adiante mostrando dicas de como aproveitar os eventos. Por enquanto, vamos lhe mostrar quais são os principais pontos turísticos, restaurantes e praias que você pode visitar durante os seus três dias em Salvador.

O que fazer em Salvador: 1º dia

Pelourinho

Desde já, esse nome é bem conhecido no Brasil inteiro. Para tanto, o local funciona em todos os turnos e é um espaço dedicado a eventos. Desta forma, são realizados shows, teatro musical de rua, desfiles, rodas de samba e de capoeira e outros eventos disponíveis de forma gratuita para os moradores e visitantes.

Bem como eventos como Circuito Jorge Amado, República dos Tambores, Concertos de Verão ao Ar Livre, Viradão do Samba e Capoeira Sou Eu ocorrem semanalmente com dias determinados para sua realização.

Sendo assim, você pode marcar presença por lá durante o dia ou à noite, dependendo da atração que você queira desfrutar. Além disso, por ter prédios históricos, você poderá contemplar as construções arquitetônicas do Pelourinho com um simples passeio pelo bairro.

O Pelourinho fica no Centro Histórico de Salvador.

Casa do Carnaval

Se você gosta de Carnaval, ótimo! No entanto, se não gosta… Não tem problema! Adiante, basta entrar e conhecer um pouco mais da história da cidade e como essa manifestação popular se desenvolveu se tornando uma das festas mais populares do país. São vários escritos e materiais confeccionados que remontam aos primeiros anos da festa, vídeos e áudios que servem de documentação histórica.

Da mesma forma, você também poderá assistir a filmes de curta duração que mostram a história do Carnaval de Salvador, escolhendo qual assistir, entre uma grande variedade de produções.

Por outro lado, se você simpatiza ou gosta de Carnaval, poderá aprender um pouco mais com dançarinos que lhe ensinarão coreografias para você fazer bonito se estiver na cidade durante o período carnavalesco.

Em síntese, a Casa do Carnaval está situada na praça Ramos de Queirós, no Centro, ao lado da Catedral Basílica, e fica fechada apenas às segundas-feiras, dia de folga dos funcionários que trabalharam no domingo, que diga-se de passagem, é um dos melhores dias para visitar o local.

Museu Afro-Brasileiro

O Museu Afro-Brasileiro é, sem dúvidas, um dos lugares que você deve visitar quando estiver em Salvador. É a história do nosso povo. E quando digo nosso povo é o povo brasileiro mesmo, miscigenado, que herdou muita coisa de herança dos sofridos escravos africanos que ajudaram a construir a sociedade em que vivemos hoje. Desta forma, jamais podem ser esquecidos.

O que fazer em Salvador: museu afro-brasileiro.

O espaço é administrado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e contém várias peças como tecidos, máscaras, cerâmicas, e outros itens da cultura e de religiões africanas.

O Museu Afro-Brasileiro funciona de segunda a sexta-feira e fica no Largo do Terreiro de Jesus.

Museu de Arqueologia e Etnologia

O Museu de Arqueologia e Etnologia pertence à Universidade Federal da Bahia (UFBA) e foi construído a partir do momento em que foram encontrados objetos durante atividades científicas de pesquisa da instituição. Remonta ao período de colonização, pois são encontrados vestígios de construções desta época.

Fica localizado no Terreiro de Jesus, bairro Pelourinho, e abre de segunda a sexta.

Museu da Gastronomia Baiana

Aposto que você gosta de comer! Acertei? Então, antes de você se deliciar com as comidas soteropolitanas, que tal conhecer mais sobre as origens? Conforme o governo baiano informou, esse é o primeiro museu da América do Sul sobre o tema gastronômico.

No acervo, você vai conhecer quais são as comidas sagradas do candomblé que influenciaram na identidade do povo baiano por meio da culinária.

Assim, o museu funciona de segunda a sábado e está situado na Praça José de Alencar, Largo do Pelourinho.

O que fazer em Salvador: 2º dia

Museu de Arte Sacra

Primeiramente, é a riqueza de cultura e religiosidade que compõe a identidade dos brasileiros. E com os baianos não é diferente. Não existem apenas itens das religiões de matriz africana. Não esqueça que, quando os portugueses chegaram por aqui, trouxeram os jesuítas. Portanto, há muitas igrejas católicas e peças do cristianismo na Bahia também.

Assim, uma prova disso é o Museu da Arte Sacra, que mantém acervos de esculturas, pinturas, prataria e mobiliário do século XVI em diante.

O espaço está aberto a visitação de segunda a sexta e fica na Rua do Sodré, Centro.

O que fazer em Salvador: gastronomia

Experimentar a gastronomia

Finalmente, chegou um dos momentos mais deliciosos de sua estadia em Salvador. Então, se prepare para conhecer os principais pratos:

  • Vatapá: muito conhecido na região norte, principalmente no Pará. Mas, o que nem mesmo muitos paraenses imaginam é que esse prato é típico da Bahia, de origem afro-brasileira. Consiste em um creme amarelado bem temperado e o ingrediente principal é o camarão. Arroz, o acompanhamento;
  • Moqueca: suspeita-se que tenha nascido da mistura entre as culinárias africana, indígena e europeia. É um ensopado grosso com peixe ou outros mariscos;
  • Acarajé: também de origem afro-brasileira, é consumida com duas opções: quente (apimentada) ou fria (sem pimenta). A iguaria é um bolinho frito no azeite de dendê e feito com massa de feijão, contendo como recheio camarão, quiabo cozido e vatapá;

Se você não come carne, é bom experimentar o restaurante Rango Vegan, 100% vegetariano , que fica localizado no Santo Antônio Além do Carmo. Serve saladas, tortas, doces, entre outros.

Quer experimentar outras comidas brasileiras, entre no Larriquerrí, que serve, entre outros pratos, polenta de milho cremosa com Ragu de Rabada. Fica na Praça Alexandre Fernandes, 26, bairro Garcia.

Na Casa Vidal, você encontra o melhor da culinária italiana, espanhola e francesa. Fica na Alameda das Cajazeiras, 417, Caminho das Árvores.

Afinal, se você não quiser seguir esses três restaurantes que indicamos, pode comer em outros que vamos deixar logo abaixo

  • Romã Restaurante Natural: Largo do Cruzeiro de São Francisco, 7 – Pelourinho;
  • Pelô Bistrô: Rua das Portas do Carmo, Pelourinho;
  • Restaurante Maria Mata Mouro: Rua da Ordem Terceira, 8, Pelourinho;
  • Casa Mia: Rua Direita de Santo Antônio, 432, Santo Antônio Além do Carmo;
  • Senhorita Mafalda Pub: Ladeira do Carmo, 07, Pelourinho;
  • Amado: Av. Lafayete Coutinho, 660, Comércio.

Em síntese, esses são apenas alguns dos restaurantes em Salvador para saborear um bom prato típico.

O que fazer em Salvador: espaço ao ar livre.

O que fazer em Salvador: 3º dia

Espaços de lazer e entretenimento

Em resumo, para você que quer se divertir de alguma forma, temos uma lista de lugares para você escolher entre espaços ao ar livre, programações culturais, espaços de lazer, etc.

Teatros

Os espetáculos deste tipo de arte são apresentados em diversos espaços, mas listamos aqui somente alguns que nos chamaram mais a atenção:

O Zélia Gattai reúne artistas e intelectuais para saborear café, chás, sucos e outras bebidas e comidas baianas. O nome do local é uma homenagem à escritora paulista que foi esposa de Jorge Amado por seis décadas. O local consiste em uma exposição sobre ela. A entrada é paga, mas às quartas é gratuita. Fica no Largo do Pelourinho.

No Café Teatro Rubi são apresentados espetáculos, além de shows musicais, mas funciona bem mais como um barzinho. Fica em Sheraton da Bahia Hotel, Av. Sete de Setembro, 1537, bairro Campo Grande.

O Teatro Vila Velha é um dos maiores produtores de espetáculo do estado. Além disso, apresenta sempre uma grande quantidade de apresentações. Fica na Av. Sete de Setembro, bairro Campo Grande.

O Teatro Castro Alves,  maior e mais importante centro artístico de Salvador, apresenta permanentemente a Orquestra Sinfônica da Bahia, o Balé do Teatro Castro Alves e Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia. Além disso, possui a melhor infraestrutura em se tratando de teatros em Salvador, com palcos largos e espaço amplo onde cabem aproximadamente 1.500 pessoas com ótima visualização do palco. Fica localizado no bairro Campo Grande, em frente à praça.

Concluindo, o Teatro Gregório Matos possui apresentações dinâmicas, pois não tem palco fixo. Está localizado na Praça Castro Alves, no Centro.

Galerias de arte

Quem vê a arte como as várias manifestações da criatividade humana não pode deixar de visitar as galerias de Salvador que expõem artes de toda a natureza. Eis algumas delas:

A Anunciação é uma galeria de artes plásticas que expõe pinturas e esculturas e fica na Rua das Laranjeiras, 3, Pelourinho. Assim como o Paulo Darzé que foca na arte brasileira contemporânea com exibição de obras de artistas de destaque segmento. Fica localizada na Rua Doutor Chrysippo de Aguiar, 8, bairro Vitória.

Apoena é a galeria que apresenta obras de arte que representam as crenças indígenas. Fica no Largo Terreiro de Jesus, 21185, Pelourinho. Já Lua Rasta abriga instrumentos musicais da cultura afro-brasileira. Fica na Rua da Ordem Terceira, 3, Pelourinho. Por último, o D.Kley Gems & Art é um atelier de joias artesanais que fica no Largo da Cruz do Pascoal, 27, Santo Antônio.

Em suma, estes são apenas alguns. Mas, você pode encontrar outras que sejam do mesmo segmento das citadas acima.

o que fazer em Salvador: espaço aberto

Praças e espaços ao ar livre

É muito bom sentir um vento fresco no rosto, não é verdade? Dessa forma, se quiser aproveitar os espaços ao ar livre, como as praças, por exemplo, seguem aqui algumas dicas:

  • Trapiche Barnabé: Av. Jequitaia – Comércio;
  • Monumento à CIdade de Salvador: Praça Visconde de Cayru – Comércio;
  • Elevador Lacerda: Centro Histórico – Comércio;
  • Forte São Marcelo: Av. da França, 2, Comércio;
  • Chafariz do Terreiro de Jesus: Largo Terreiro de Jesus, Pelourinho;
  • Monumento Cruz do Pascoal: R. Direita de Santo Antônio, 4 – Santo Antônio Além do Carmo;
  • Largo de Santo Antônio Além do Carmo: mesmo nome;
  • Largo 2 de Julho: Dois de Julho, Campo Grande;
  • Estátua de Gregório de Mattos: Praça Castro Alves, Centro;
  • Largo Tereza Batista: Pelourinho;
  • Praça da Sé: Pelourinho;
  • Rua Chile: Centro;
  • Praça Barão do Rio Branco: bairro Nazaré;
  • Praça Visconde de Cairu: bairro Comércio;
  • Monumento Memorial da Medicina Brasileira: Largo Terreiro de Jesus, Pelourinho;
  • Praça Municipal: Praça Tomé de Souza – Rua Chile – Centro;
  • Passeio Público: Avenida Sete de Setembro, Vitória.

O que fazer em Salvador: eventos pontuais

Antes de mais nada, como um bom brasileiro, deve gostar ao menos um pouquinho de futebol, não é? Então, não perca a oportunidade de assistir a um clássico Ba-Vi, que é o jogo entre os dois principais clubes da cidade: Bahia contra Vitória. Assim, se sua visita for no primeiro semestre do ano, pode assistir a este jogo pelo Campeonato Baiano. Então, é só verificar a tabela da competição com a data e horário marcados, seja na Fonte Nova (estádio do Bahia) ou no Barradão (estádio do Vitória).

Da mesma forma, no início de ano também tem Carnaval. A música oficial da Bahia é o axé e a forma de pular o Carnaval é ser “puxado” pelos trios elétricos. Assim, a festa está marcada para o mês de fevereiro. De acordo com o que foi divulgado, veja aqui a programação do Carnaval 2019.

Assim também, em julho, é realizada anualmente a festa da Independência da Bahia, com muita música no Pelourinho.

O que fazer em Salvador: praias

Pensou que tivéssemos esquecido? Primeiramente, mostramos as praias como o principal atrativo turístico de uma cidade. Mas, decidimos mostrar outros aspectos de Salvador. Contudo, uma cidade que tem 50 quilômetros de praias não pode deixar de ser citada aqui, não é?

Uma das praias que recomendamos é a Barra, por ser uma das principais de Salvador. É lá que fica o farol da barra e, anualmente, é bastante visitada por turistas. Recomendada para surfistas.

Jaguaribe é a segunda praia que vamos lhe recomendar por aqui. É também frequentada por muitos surfistas, mas tem sim um espaço bom para você que é de tomar um banho e ficar largado na areia.

Itapuã é a próxima! Buscada por muitos para praticar alguns esportes, ela tem águas heterogêneas, ou seja, em alguns pontos é mais calma e n’outras é bastante agitada.

Se nenhuma dessas dicas lhe agradou, então segue, abaixo, a lista com outras praias que você pode aproveitar em Salvador:

  • Farol da Barra;
  • Rio Vermelho;
  • São Tomé de Paripe;
  • Ribeira;
  • Porto da Barra;
  • Ondina;
  • Amaralina;
  • Pituba;
  • Jardim de Alah;
  • Armação;
  • Corsário;
  • Piatã;

Esperamos que vocês façam uma ótima viagem e aproveitem bem com o roteiro que indicamos! Se quiser saber sobre outras cidade da Bahia, continue em nosso blog e veja sobre Morro de São Paulo e Porto Seguro.

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui