O que fazer em Florianópolis (adoro a dica 4)

Nesse post você vai descobrir porque Florianópolis é um dos destinos brasileiros que mais atraem turistas durante todo o verão e até o inverno.

Você vai ver aqui agora as melhores dicas de o que fazer em 3 dias em Florianópolis de uma forma bastante simples.

Então, pegue o seu bloquinho de viagens para organizar o seu roteiro de viagem agora mesmo.

Vamos lá?

Onde fica Florianópolis

florianópolis 1 O que fazer em Florianópolis (adoro a dica 4)

Florianópolis é a capital do estado de Santa Catarina, localizada na região sul do Brasil. A formação da cidade envolve uma ilha principal, chamada de ilha de Santa Catarina e algumas ilhas menores.

Devido ao grande fluxo de turistas, Florianópolis tem sua economia baseada no comércio e prestação de serviços, mas também é possível encontrar atividades ligadas a tecnologia de informação.

A maior concentração populacional fica na parte do continente bem como na região norte e central da ilha de Santa Catarina, enquanto a região sul da ilha de Florianópolis tem uma procura menor e as praias são mais desertas.

Assim, toda a cidade é considerada rica e imersa na cultura local, que parece resistir a grandes mudanças e preservam o clima bucólico.

A pesca, por exemplo, ainda é uma atividade muito praticada em toda a ilha bem como na parte continental e movimenta a maior parte culinária e o comércio local.

Vale dizer que toda a ilha e continente preserva e restaura diversas construções em estilo colonial, fazendo com que seja possível conhecer um pouco mais sobre o passado da cidade.

3 dias para Florianópolis: dicas de o que fazer

Essas dicas de o que fazer em Florianópolis vão tornar a sua viagem mais organizada e fácil, além de possibilitar que você saia do aeroporto e não perca nenhum segundo de viagem.

Primeiro dia

Para o primeiro dia da sua viagem, a dica é aproveitar uma das praias famosas da cidade logo pela manhã, a Praia da Joaquina é bastante visitada por turistas devido as belas grutas e também por ter ondas mais fortes.

Além disso, essa praia tem uma boa infraestrutura para qualquer turista que esteja viajando para a região de Santa Catarina.

Entre as principais atividades para aproveitar a Praia da Joaquina você encontra:

  • Aluguel de cadeiras de praia ou guarda-sóis;
  • Equipamentos de mergulho;
  • Diversos restaurantes espalhados pela área;

Grande parte dos restaurantes próximos da praia são conhecidos pelo cardápio repleto de frutos do mar bem como por oferecer pratos típicos da região.

Outra opção é ir até praia que fica na zona leste da ilha de Santa Catarina e curtir as ondas do mar antes de conhecer a região central conhecida como Lagoa da Conceição, que conta com diversos pontos turísticos e construções históricas que fazem parte da história do local.

Na área central você vai poder aproveitar os barzinhos, que ficam nessa mesma região, mas concentrados em uma extensa avenida, a Avenida das Rendeiras, que é cheia de lojinhas de produtos artesanais bem como restaurantes e outros estabelecimentos.

Chegando ao final de tarde, você pode ir até a Barra da Lagoa, onde você vai observar o pôr do sol enquanto caminha pela orla.

Caso você queira uma segunda opção no fim do primeiro dia, vá ao Mercado Público, que tem diversas opções de restaurantes cheios de petiscos, ou visite o Palácio Cruz e Souza, para conhecer visitar o museu cheio de objetos antigos da região.

No início da noite, você pode aproveitar para visitar as casas noturnas que ficam na região central bem como andar de patinete elétrico no calçadão.

Segundo dia

florianópolis 3 O que fazer em Florianópolis (adoro a dica 4)

Entre os passeios queridinhos para o segundo dia estão as praias que ficam na região Sul da ilha de Santa Catarina, a zona é menos movimentada e a população menor, sendo uma alternativa mais tranquila para os turistas.

As praias da região Sul tem águas azuis e cristalinas que combina com as praias mais desertas e formam um cenário considerado como paradisíaco.

O surf fica por conta da Praia da Armação e A Praia do Campeche que conta com ondas mais fortes, ainda que tenha uma concentração de barcos, e vale dizer que a ilha tem um fluxo máximo de 400 turistas ao dia, assim, é preciso reservar o seu lugar com antecedência.

Para o almoço, escolha alguns dos restaurantes perto da praia especializados em frutos do mar, que devido a concentração de pesqueiros, a região da Ilha de Campeche é conhecida pelos peixes, mariscos e camarões.

Caso você esteja procurando outra opção de passeio para o segundo dia, a dica é ir até a Lagoinha do Leste, que tem diversas trilhas em meio a mata nativa, ou a região de Ribeirão da Ilha, onde você pode aproveitar para andar pela cidadezinha bem como conhecer um pouco mais sobre a ilha.

Toda a região é considerada histórica e mostra a famosa colheita da ostra na pedra e o processo de fabricação de barcos e canoas.

Um pouco mais a tarde, você pode ir conhecer a Igreja Nossa Senhora da Lapa e o Ecomuseu, que ficam bem próximos um do outro.

Já durante a noite, separe uma roupa bacana para curtir o agito noturno na região norte da ilha, entre a Praia do Forte e Canasvieiras, em algumas das opções de casa noturna, como:

  • Café de La Musique;
  • Pachá;
  • P12;

Todas essas baladas estão localizadas no chamado Jurerê Internacional, sendo elas as mais procuradas da região e você pode conferir a lista de shows com antecedência.

Terceiro dia

Enfim, para o terceiro dia da sua viagem, o ideal é aproveitar as praias mais próximas de onde você está hospedado ou, caso já tenha feito isso, completar o seu roteiro com algumas das dicas a seguir.

As praias da área Norte da ilha de Santa Catarina, por exemplo, são consideradas imperdíveis e uma ótima opção para quem quer ter uma vista panorâmica das águas cristalinas.

É na região norte que você encontra o Ingleses e Canasvieiras, que são os balneários famosos de toda a Florianópolis e contam com um movimento maior de turistas que procuram por descanso, ao contrário da região sul onde as águas são mais calmas e tem poucas ondas.

Além disso, a região das Canasvieiras é onde você encontra uma concentração maior de restaurantes típicos de outros países, ou seja, é onde você pode aproveitar para comer pizza, comida chinesa e japonesa, massas, frutos do mar, carnes e outras.

florianópolis 5 O que fazer em Florianópolis (adoro a dica 4)

Depois de almoçar, você pode ir até a grande concentração das lojas que está na Avenida Madre Maria Vilac para comprar produtos artesanais ou não e até aproveitar algum dos cafés locais.

Durante a tarde, você pode ir conhecer os pontos turísticos da região de Santo Antônio de Lisboa, uma comunidade que tem diversas fortalezas que datam do século XVIII e foram construídas pelos portugueses e continuam preservadas.

Durante o finalzinho da tarde vá fazer alguns dos passeios de barco ou escuna que acontecem nas ilhas de Ratones e Anhatomirim, que são ilhas menores de Florianópolis e uma boa opção para conhecer todas as praias da região.

Já durante a noite, o ideal ir até os pubs e barzinhos espalhados pela orla bem como em outras ruas perto de onde você está hospedado.

Onde ficar em Florianópolis

A sua viagem deve começar por onde você vai ficar e depois o que fazer em Florianópolis, para escolher os melhores pontos turísticos ou até escolher o melhor meio de locomoção.

Toda a região das ilhas e área continental é bastante extensa, mas as chamadas grandes zonas hoteleiras, que são bastante procurados estão concentradas em:

  • Região central da ilha de Santa Catarina;
  • Bairro da Lagoa;
  • Região de Canasvieiras;
  • Região dos Ingleses;
  • Ilha de Campeche;

Essas áreas têm mais opções de hotéis bem como pousadas com diferentes preços, para caber no bolso de qualquer turista.

Além disso, o ideal é escolher as áreas de acordo com as praias que você quer visitar, para evitar de ficar alugando carros ou chamando táxis.

A Ilha de Campeche, por exemplo, é um local bastante disputado pelos turistas por ter opções de hospedagens mais baratas.

Dicas extras de passeios para Florianópolis

Caso a sua viagem dure mais que 3 dias ou você acabe decidindo a sua estadia para conhecer mais da ilha e continente, deixei alguns itens de o que fazer em Florianópolis.

Conheça as praias

A região norte de Florianópolis tem águas mais calmas, enquanto na parte leste as ondas são mais fortes e a região sul é a mais rústica.

Dessa forma, entre as praias mais frequentadas da região norte estão:

  • Praia do Forte;
  • Daniela;
  • Juererê;
  • Canasvieiras;
  • Lagoinha;
  • Ingleses;
  • Praia Brava;

Já na zona leste, você encontra diversas opções de praias pouco visitadas, mas bastante famosas, como:

  • Moçambique;
  • Barra da Lagoa;
  • Galheta;
  • Lagoa da Conceição;
  • Joaquina;

A área sul é onde você encontra as praias que recebem um fluxo maior de turistas e as famosas são:

  • Campeche
  • Armação
  • Morro das Pedras
  • Matadeiro
  • Pântano do Sul

Escunas

As escunas são passeios feitos com os chamados barcos-piratas e os mais conhecidos são a Scuna Sul e Escuna Martin Capitão Gancho e o passeio de ambas dura em torno de 5 horas cada.

O Escuna do Sul sai do centro da ilha e passa pela região de Ratones e passa por Anhatomirim, Baía dos Golfinhos, Canasvieiras e Ilha do Francês, custando em torno de R$ 100, com paradas para banhos de mar bem como refeições em restaurantes conhecidos da área.

Já o Escuna Martin Capitão Gancho sai de Canasvieiras e passa por Fortaleza de Anhatomirim, praia Governados Celso Ramos bem como Ilha do Francês e o valor do ingresso é a partir de R$ 100 e não inclui almoço, mas tem paradas em restaurantes e praias.

florianópolis 7 O que fazer em Florianópolis (adoro a dica 4)

Pontos Turísticos

Entre os pontos mais visitados está o centro da cidade, que possui uma grande concentração de estabelecimentos, o Mercado Público, Casa da Alfândega e Palácio Cruz e Souza.

Uma área considerada patrimônio histórico e ideal para observar as construções locais são os vilarejos de Fortaleza, que possuem diversos prédios em estilo colonial, como:

  • Santo António de Lisboa
  • São José da Ponta Grosa
  • Ratones
  • Anhatomirim
  • Ribeirão da Ilha

Projeto Tamar

Localizado na Barra da Lagoa, ha mais ou menos 25 km de Florianópolis, o Projeto Tamar é uma base de criação de tartarugas-marinhas.

Os animais ficam em tanques especiais de criação até terem o tamanho ideal para serem devolvidos ao mar.

O ingresso para entrar na base do Projeto Tamar custa em torno de R$ 14 e funciona diariamente das 10:00 até as 17:00.

Além da criação de tartarugas marinhas, o Projeto Tamar também conta com outras atividades de inclusão social e aprendizagem sobre a preservação das espécies marinhas.

Para mais informações ou para conhecer mais sobre o projeto, entre em contato através do e-mail ou telefone diretamente na plataforma online do Projeto Tamar.

Nudismo

A área de nudismo é pouco conhecida, mas existe uma praia de Florianópolis para quem quer investir na prática, a chamada da Praia da Galheta permite a prática do nudismo desde 1997, ainda que não seja obrigatório.

Por isso, essa é uma das praias mais escondidas e preservadas da região bem como atrai um número menor de turistas.

As águas das praias são bem calmas e é ideal para quem quer relaxar com ou sem roupas de banho.

Praça da Figueira

A Praça da Figueira ou Praça XV de Novembro é conhecida pela árvore centenária, sendo um verdadeiro símbolo local.

O local também é bastante conhecido pela presença de feirinhas artesanais e outras construções que formam a história da cidade.

Toda a praça é um ponto de encontro bastante conhecida e atrai um bom número e turistas que querem andar pelo calçadão ou mesmo escolher algum restaurante menor para comer.

Mirante e Fortaleza

Para quem gosta de apreciar a vista e beleza local, as dicas do roteiro de 3 dias em Florianópolis podem incluir o mirante bem como a fortaleza.

O Mirante do Morro da Lagoa fica bem acima do nível das outras atrações locais e vale super a pena.

A Fortaleza de São João da Ponta Grossa é considerado um ponto turístico essencial na região, construída por volta do século XVII com o objetivo de proteger a cidade de possíveis invasores.

Essa fortaleza fica próxima da Casa do Comandante, que tem um grande acervo de fotos da época, e você pode aproveitar para conhecer os dois pontos em um único dia.

Parque Ecológico

O Parque Ecológico fica na região central de Florianópolis e é um acervo de árvores bem como diversas espécies de animais.

florianópolis 9 O que fazer em Florianópolis (adoro a dica 4)

Além disso, o parque oferece diversas trilhas curtas e longas para você se aventurar em meio a natureza local e é bastante procurado por ser uma opção mais tranquila de passeio durante a tarde.

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui