O que fazer em Istambul? Dicas e 10 atrações imperdíveis

o-que-fazer-em-istambul-mesquita-azul

Istambul pode não ser a capital da Turquia, mas é a maior cidade deste país. O turismo para o destino tem aumentado expressivamente, recebendo em média 10 milhões de visitantes anualmente. Conhecida no passado como Bizâncio e Constantinopla, Istambul também caiu no gosto dos brasileiros. Isso acontece talvez pela localização da cidade. Trata-se de uma verdadeira conexão entre ocidente e oriente. Istambul é cortada pelo estreito de Bósforo, que marca as fronteiras entre Ásia e Europa. Em um lugar como esse você deve estar se perguntando: o que fazer em Istambul? Neste post você vai descobrir um guia com dicas para você aproveitar o melhor dessa cidade cheia de mesclas culturais.

Roteiro de 1 dia em Istambul

Apesar de ser um destino que merece muito mais que 24 horas, muitas vezes nossa agenda não é tão amigável. Com as férias limitadas temos pouco tempo para visitar a cidade dos sonhos. Além disso, muitas companhias aéreas fazem conexão ou oferecem stopover em Istambul antes de seguir para outros destinos. O tempo enxuto não significa que você não possa ver os principais pontos turísticos de Istambul em 1 dia. Veja abaixo o que fazer em Istambul em 1 dia.

Hagia Sofia

O que fazer em Istambul? Visitar a Hagia Sofia

Se a Sagrada Família é o marco arquitetônico de Barcelona, a Hagia Sofia é o de Istambul. Para você ter uma ideia, a grandiosa construção data do ano de 537 e nos primórdios era uma igreja cristã. Mais tarde a Hagia Sophia tornou-se uma mesquita imperial. Hoje, o antigo templo dá espaço a um museu com muitas relíquias tanto do império Bizantino como do Otomano. Quando você adentrar o interior da Hagia Sofia ficará boquiaberto, principalmente com os vitrais detalhados e a cúpula principal.

Com pouco ou muito tempo de viagem, a visita ao Museu Hagia Sofia é obrigatória. Além disso, para aqueles que têm a agenda mais apertada, a localização do monumento é privilegiada. Ela fica no bairro de Sultanahmet, onde está concentrada a maioria dos pontos turísticos de Istambul.

Funcionamento: de terça a domingo das 9:00 às 19:00 (durante o verão) e das 9:00 às 17:00 (durante o inverno). Preço: 60TL (cerca de R$ 44). Site: www.ayasofyamuzesi.gov.tr

Mesquita Azul

 O que fazer em Istambul? Visitar a Mesquita Azul

A sensação de se estar realmente numa parte do oriente fica mais forte após visitar uma mesquita. A Mesquita do Sultão Ahmed fica do outro lado da praça do Museu Hagia Sophia. Ela é mais conhecida como Mesquita Azul devido aos mais de 20.000 azulejos azuis encontrados no interior da cúpula. Construída cerca de 1.000 anos após a Hagia Sofia, entre 1609 e 1616, a Mesquita Azul é considerada como a mais importante de Istambul. Ela não ganhou esse título por nada, são 23 metros de diâmetro e 43 de altura e 6 minaretes (as torres das mesquitas).

Curiosidade: os seis minaretes construídos na Mesquita Azul geraram polêmica entre a população Islâmica na época de sua edificação. Isso aconteceu porque quanto maior a quantidade de minaretes, maior é a importância do templo. A Grande Mesquita de Meca, Masjid al-Haram, também contava com 6 minaretes. A solução encontrada para declarar a superioridade do templo de Meca foi erguer um sétimo minarete na mesquita.

Dica importante: antes de entrar na Mesquita você deverá tirar os sapatos. Na entrada do templo é oferecida gratuitamente uma sacola para você guardá-los. Isso é exigido de todas as pessoas como parte da tradição muçulmana. Homens não devem usar bermuda e mulheres devem usar um lenço para cobrir a cabeça.

Funcionamento: em geral, o horário de funcionamento da Mesquita Azul é das 08:30 até uma hora antes do anoitecer. Exclua os 90 minutos de cada hora de oração, e duas horas durante as orações do meio-dia de sexta-feira. Preço: grátis. Site: www.bluemosque.co

Yerebatan Sarayi (Cisterna da Basílica)

O que fazer em Istambul? Visitar a Basílica Cisterna

Praticamente entre a Hagia Sofia e a Mesquita Azul está um ponto turístico de Istambul que apareceu recentemente na tela dos cinemas. A Basílica Cisterna ou Yerebatan Sarayi serviu de pano de fundo para cenas do filme Inferno (2016), baseado no livro homônimo de Dan Brown.

A Cisterna da Basílica foi construída no subterrâneo da cidade durante o reinado do imperador Justiniano, quando Istambul ainda era chamada de Costantinopla. A função da cisterna era providenciar água para os palácios e para as casas da região. Durante o Império Bizantino não havia água circulando dentro das muralhas da cidade. Inimigos do império destruíam aquedutos e envenenavam os rios que traziam água de Belgrado a Istambul. Nesse sentido, era necessário armazenar água potável.

Existiam outras cisternas na cidade, mas sem dúvidas a Cisterna da Basílica era a maior. São 336 colunas de mármore e o espaço contém 138 metros de comprimento e 64,6 metros de largura, cobrindo quase 9.800 metros quadrados.

Funcionamento: a Cisterna da Basílica abre diariamente das 9:00 às 17:30, com exceção de feriados religiosos quando abre às 13:00. Preço: 20TL (cerca de 15 reais) Site: www.yerebatansarnici.com

Grand Bazaar de Istambul

O que fazer em Istambul? Visital o Grand Bazaar

Ao fazer uma busca rápida sobre o que fazer em Istambul, uma das imagens que aparece logo de início é a do Grande Bazaar. Trata-se de um mercado que mais parece um labirinto de produtos exóticos: especiarias, cristais, tapetes, tecidos de cores vibrantes, doces. É uma verdadeira experiência sensorial.

Trata-se também de um dos maiores e mais antigos bazares cobertos do mundo, com aproximadamente 30.700 metros quadrados, com mais de 60 ruas e becos e 4.000 lojas. O núcleo histórico original do Grand Bazar foi completado por Mehmet, o Conquistador, em 1461. Com o passar dos anos, o Grande Bazar expandiu-se a partir desse núcleo para se tornar um amplo complexo coberto de milhares de lojas, estalagens e oficinas de comerciantes.

Dica: se você tem apenas um dia em Istambul, passear pelo Grand Bazaar sem compromisso é mandatório. Por outro lado, se você tem um roteiro de 3 dias por exemplo, pode se dar ao luxo de ir ao mercado mais de uma vez e barganhar bastante. Conversar e negociar com os vendedores é um hábito comum. A maioria deles é fluente em mais de um idioma.

Fique atento: não se sinta constrangido a comprar nada caso os vendedores ofereçam um chá, por exemplo. Essa é a maneira turca de receber visitantes. Se você não está satisfeito com a oferta, saia e procure um negócio melhor em outro lugar.
Site: www.grandbazaarshopping.com

Roteiro de 3 dias ou mais em Istambul

Além das atrações mencionadas, se você tem mais tempo em Istambul, inclua também no seu roteiro as atrações a seguir.

Palácio Topkapi

O que fazer em Istambul? Visitar o Topkaki Palace

Este palácio costumava ser a residência dos sultões otomanos entre os séculos XV e XIX. Só por isso você já pode esperar um lugar grandioso. Os sultões dividiram o palácio com suas famílias, servos, concubinas e com os eunucos que guardavam as portas do Harém. O Palácio Topkapi é enorme: são 4 pátios principais com belos jardins, uma espaçosa cozinha, mesquitas, um hospital, diversos pavilhões e o Harém.

O Harém é a parte mais bela do palácio. Você ficará impressionado com todos os mosaicos, azulejos coloridos, detalhes do alcorão talhados em mármore e ouro. Visitar o Topkapi como um todo é quase como entrar no livro As Mil e uma Noites. O palácio também era usado anteriormente para entreter os embaixadores e a realeza do Ocidente. Durante sua história, a residência chegou a abrigar até 4.000 pessoas. Seu interior demonstra a extravagância da estética otomana e o luxo que seus habitantes estavam acostumados.

Dica: o melhor horário para aproveitar o palácio sem enfrentar multidões de turistas é na parte da manhã, logo que a residência abre suas portas.

Funcionamento: diariamente das 9:00 às 18:45 (durante o verão) e das 9:00 às 16:45 (no inverno) Preço: 60TL (cerca de 44 reais) Site: www.topkapisarayi.gov.tr/en

Istiklal

O que fazer em Istambul? Istklal

Visitada por quase 3 milhões de pessoas diariamente, a Avenida Istiklal é o coração da cidade de Istambul. Este calçadão de 1,4 km de extensão abriga de tudo um pouco: cinemas, boates, lojas de boutique e cafés. Além disso, se você estiver cansado para caminhar, pode aproveitar a ocasião para andar no bonde histórico até a Praça Taskim, onde fica o Monumento da República.

Torre de Gálata

O que fazer em Istambul? Torre de Gálata

Toda grande cidade tem uma torre. Um ponto de observação, ou melhor, contemplação da capital. A Torre Eiffel, em Paris; Fernsehturm, em Berlim. Em Istanbul, o melhor ponto para captar uma boa foto da cidade é de cima da Torre de Gálata. A origem da Torre Gálata remonta ao século 5, quando os bizantinos construíram uma torre de madeira chamada Magalos Pyrgos (Grande Torre), a fim de controlar a cidade de Constantinopla. Devido aos incêndios, terremotos e o saque de Constantinopla, em 1204, a torre de madeira foi completamente destruída.

Em 1348, a comunidade genovesa que vive no distrito de Pera (Gálata) construiu a atual torre cilíndrica feita de pedra e com aproximadamente 67 metros de comprimento. Durante o período otomano, a Galata Tower funcionava como prisão, observatório e torre de vigia. Depois de restaurações realizadas na década de 60 a Torre de Gálata foi aberta ao público.

Funcionamento: diariamente das 9:00 às 20:30. Preço: 25TL (cerca de 18 reais). Site: www.beyoglu.bel.tr

Cruzeiro pelo Bósforo

O que fazer em Istambul ? Cruzeiro Bósforo

Como mencionado no início deste artigo, Istambul fica no Estreito de Bósforo, que separa o continente europeu do asiático. Um dos destaques de qualquer viagem a Istambul é fazer um cruzeiro pelo Bósforo, que além de oferecer uma visão geral dos principais pontos da cidade, também te dará uma melhor ideia dos contrastes entre esses dois lados da cidade.

O estreito é comumente confundido como rio Bósforo, mas é na verdade um canal marítimo natural que liga o Mar Negro ao Norte com o Mar de Mármara ao Sul. O Bósforo tem 31 km de comprimento, 3420 metros de largura, no ponto mais largo, e 700 metros de largura, no ponto mais estreito.

Cerca de 20% da população de Istambul atravessa o Bósforo todos os dias, tornando-o um dos canais de navegação mais movimentados do mundo. Quase 200 embarcações de longa distância viajam pelo estreito diariamente e milhares de pequenas embarcações cruzam suas as águas todos os dias. A maioria dos cruzeiros partem da área da Ponte Gálata e outras partem de Kabatas, perto de muitos dos hotéis em Taksim.

As duas principais empresas privadas são Turyol e a Dentur. No entanto, se você quer economizar, a melhor opção é fazer o passeio utilizando as balsas públicas operadas pela empresa Şehir Hatları. O cruzeiro completo, que dura entre 6 a 8 horas custa 25TL (cerca de 18 reais), já a rota mais curta, aproximadamente 2 horas, custa 12TL (8 reais).

O Lado Asiático

O que fazer em Istambul? Lado Asiático

Apesar do lado asiático de Istanbul, também conhecido como Anatólia, ter sido desenvolvido primeiro que o lado europeu, as principais atrações turísticas de Istanbul se concentram na parte europeia. A grande maioria dos visitantes de Istambul acaba ficando na região ao redor da Hagia Sofia e da Mesquita Azul e acabam não se aventurando pelo lado asiático.

Mesmo subestimado, o lado asiático tem muito a oferecer. Logo ao sair da balsa em direção ao lado asiático, você estará na região de de Kadikoy, considerado um dos bairros mais legais de Istambul, casa de muitos estudantes e manifestações artísticas na cidade. Músicos, cafés, arte de rua, é o bairro mais hipster de Istambul e vale a visita para ter uma ideia melhor de como vivem os locais da cidade.

Dica: se você procura preços baixos deve considerar ficar neste lado da cidade, uma vez que o apelo turístico é muito menor.

Distrito Ortakoy

O que fazer em Istambul? Ortakoy

Depois de ter conhecido as principais atrações da cidade, você deve estar se perguntando o que fazer na noite de Istambul. Há muitas opções, mas sem dúvidas você não pode deixar de conferir o Distrito de Ortakoy. Trata-se de uma antiga vila de pescadores, que hoje atrai inclusive celebridades para aproveitas os clubes e bares da área. A região também é conhecida por ser um ponto de encontro de trabalhadores para aproveitar um happy-hour.

Como você pôde ver aqui, não há apenas uma resposta para o que fazer em Istambul. Uma cidade repleta de histórias com certeza tem muito a oferecer e descobrir. Já visitou Istambul ou está planejando conhecer a Turquia? Compartilhe com a gente sua experiência.

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui