O que fazer no Alentejo: Descubra essa Região de Portugal

O que fazer no Alentejo
Foto: João Martinho

Localizada no Centro-Sul de Portugal, a região do Alentejo é a maior área do país e uma das mais belas. Além disso, se você é amante de um bom vinho, não pode deixar de incluir o Alentejo no seu roteiro. Acima de tudo, isso se deve a economia da região, que se baseia na agricultura, principalmente na produção de vinhos. Ainda, o Alentejo é composto por diversas vilas, muitas de aparência medieval e classificadas como Patrimônio Mundial da Unesco. Por certo, essa região vai te deixar boquiaberto com suas planícies verdejantes rodeadas por cadeias montanhosas. Neste post você vai saber mais sobre o que fazer no Alentejo e dicas imperdíveis.

Mapa do Alentejo

O Alentejo está situado no sul de Portugal. Isto é, entre o rio Tejo e o Algarve. Para o Leste, a região faz fronteira com a Espanha, e é comumente conhecida como Alto Alentejo. Já para o Oeste, a área é banhada pelo Oceano Atlântico e é chamada de Costa Alentejana. Já o Baixo Alentejo é uma região mais ao Sul, quase chegando no Algarve.

Quando ir

O Alentejo é ensolarado e seco. Dito isto, você já deve imaginar que deve evitar o verão pois as temperaturas ultrapassam os 30ºC. Sendo assim, recomendamos que você visite o Alentejo na primavera, entre março e início de junho. Alternativamente, o outono, entre setembro e novembro, também é uma boa pedida, pois as temperaturas giram em torno dos 20ºC.

Caso você visite em fevereiro, irá se deparar com uma paisagem iluminada por flores de amêndoa. A primavera também tem suas particularidades. Nessa época, principalmente em maio, as pradarias estão cobertas de flores silvestres. Já na Costa Alentejana, você verá muitas cegonhas aninhadas nas falésias. Recomendamos que você evite o mês de dezembro, época que a região apresenta maior índice de chuvas.

O que fazer no alentejo
foto: Björn Groß

Onde ficar

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o Alentejo é hora de programar sua viagem. Certamente, você ainda deve estar se perguntando o que fazer no Alentejo. Antes de tudo, como mencionamos, o Alentejo é a maior região de Portugal. Tendo isso em mente, indicamos que você não faça o destino correndo. Por exemplo, vamos supor que você vá passar cinco dias em Portugal. Será que vale a pena conhecer o Alentejo? Achamos que vale a pena se você planeja conhecer apenas o Alentejo.

No entanto, se você está numa primeira viagem para o país, muito provavelmente irá passar de 3 a 5 dias apenas em Lisboa ou no Porto, principais cidades portuguesas. Nesse sentido, é melhor deixar o Alentejo para uma ocasião que você tenha mais tempo livre. É claro que nada é impossível. Você pode incluir pelo menos uma cidade do Alentejo caso tenha o roteiro apertado. Porém, a quantidade de dias ideal para aproveitar o máximo da região é de no mínimo 7 dias inteiros.

Com 7 dias você pode escolher uma cidade base e percorrer as vilas vizinhas de carro. Com toda certeza, o que influenciará na sua decisão de qual a melhor cidade para explorar o Alentejo será o seu estilo de viagem. Em outras palavras, se você busca estar perto de tudo, o mais recomendado é que você fique em Évora. Trata-se da maior cidade do Alentejo e consequentemente tem mais opções de acomodação. Ademais, considere ainda cidades como Vila Viçosa e Estremoz.

Agora, se a palavra da vez é tranquilidade, não pense duas vezes, escolha Beja. Sem dúvida, a cidade fica mais fora do radar dos turistas. Contudo, isso não significa que seja menos bela. Além disso, as opções de hospedagem têm valores um tanto atrativos.

Como Circular

Alugar um carro é a melhor opção para desbravar a região do Alentejo. Principalmente para visitar vilas mais remotas ou que estão localizadas no topo de montanhas. Você vai precisar apenas do seu passaporte e carteira de habilitação. Apesar da facilidade, tenha em mente que a condição das estradas no Alentejo não é das melhores, mas o governo anunciou no final do ano passado investimento de 19 milhões para recuperar as rodovias da região.

É verdade também que há muitos viajantes que optam por visitar a região sozinhos. Nesse sentido, alugar um carro numa viagem solo é bem mais caro. Mesmo assim, não desanime! Há duas empresas de ônibus que atendem o Alentejo. Estamos falando da Rede Expressos e da Rodalentejo. Essas duas empresas publicam os horários de circulação atualizados em seus websites.

O que fazer no Alentejo: 7 vilas pitorescas para visitar na região

Évora

Distância de Lisboa (132km)
Évora é famosa pela sua universidade, mas certamente não é apenas uma cidade universitária. Quer dizer, a cidade não ganhou título de Patrimônio Mundial da UNESCO à toa. De fato, Évora é famosa mundialmente pelas suas ruínas romanas e pelo bem preservado centro histórico da cidade. A área ainda fica compreendida dentro de antigas muralhas medievais. Lá você poderá conhecer alguns dos pontos turísticos do Alentejo, como o Templo Romano de Évora e o Aqueduto da Água de Prata, desenhado por Francisco Arruda, o mesmo que projetou a Torre de Belém, em Lisboa.

O que fazer no Alentejo
Catedral da Sé, em Évora. Foto: Angel de Los Rios

Estremoz

Distância de Lisboa (175km)
Das ditas cidades brancas, Estremoz é a mais grandiosa, seguida por Borba e Vila Viçosa. Você deve estar pensando que a maioria das vilas tem essa característica. Porém, Estremoz tem algo a mais de especial. O nome “cidade branca”, é claro, vem da cor das casas, mas também dos depósitos de mármore branco. O mármore de Estremoz tornou a cidade mundialmente famosa.

Ao redor da cidade, você encontrará uma paisagem pintada por vinícolas, olivais e indústrias de extração de mármore. Apesar do ambiente de muito trabalho, a cidade é uma ótima opção para viajantes, principalmente para quem está em busca do turismo do vinho. Sem dúvida, se esse é o seu tipo de viagem você deve incluir a vinícola Herdade das Servas,com visitas e degustação de vinhos a partir de €7,50. Outra opção é a adega Monte Branco, com valores a partir de €12.

O que fazer no Alentejo
Vinícola no Alentejo. Foto: André Ribeirinho

Beja

Distância de Lisboa (182km)
Como mencionamos logo no início deste artigo, Beja fica situada em uma área mais rural. Por conta disso, a cidade é conhecida por ser mais tranquila. O vilarejo está localizado no chamado Baixo Alentejo, ao sul de Lisboa. Inclusive, o Convento Nossa Senhora da Conceição é um dos principais pontos turísticos de Beja. De fato, a arquitetura do local e a história contada pelos azulejos são impressionantes. Porém, o que atrai no convento é uma história de amor, apesar de não correspondido. Há relatos que, após ser abandonada por um oficial militar das tropas francesas, uma freira se enclausurou a escrever diversas cartas. Essas cartas ganharam aclamação literária na França.

o que fazer no alentejo
Fachada de casa em azulejo nas ruas de Beja. Foto: Phillip Capper

Monsaraz

Distância de Lisboa (185km)
Próximo à fronteira com a Espanha está outra vila encantadora. Estamos falando de Monsaraz que é literalmente uma cidade nas nuvens. O vilarejo é um dos mais belos do Alentejo. Certamente, isto se deve ao fato de que a cidade está erguida no topo de uma montanha, cercada de muralhas medievais, fato este que emprega também todo um ar romântico a Monsaraz. Por certo, uma vez que você estiver na cidade é imprescindível contemplar o Alentejo de cima. Do alto você verá o Vale da Guardiã e o Lago Alqueva.

Passear pelas ruas de Monsaraz é uma experiência idílica. Além disso, se você optar por passar uma noite na região poderá visitar ainda a vinícola Herdade do Esporão. Inclusive, a vinícola fica a apenas 18 km de distância de Monsaraz. O valor da visita guiada e degustação de três vinhos custa €15.

O que fazer no Alentejo
Vista do alto da cidade de Monsaraz. Foto: Rafael Tello

Vila Viçosa

Distância de Lisboa (190km)
Vila Viçosa também é outra cidade branca do Alentejo por conta das casas de mármore branco. Ademais, o vilarejo também é conhecido por ser um museu a céu aberto.

A principal atração da cidade é o Palácio Ducal, local preferido dos duques de Bragança, que esbanja toda riqueza do passado imperial. Para se ter uma ideia, a sala dos duques é decorada com afrescos e tapeçarias de Bruxelas. A porta de entrada do palácio é feita de mármore e xisto e talhada com o símbolo dos Bragança.

o que fazer no alentejo, palácio ducal
Palácio Ducal, em Vila Viçosa, Portugal. Foto: Paola Farrera

Elvas

Distância de Lisboa (212km)
Famosa por suas ameixas de açúcar, Elvas é também uma cidadela, cujas fortificações, voltadas para a Espanha, coincidem com as de Badajoz, do outro lado da fronteira. Elvas viu muita história e foi invadida por diferentes povos e países, como os mouros, franceses, espanhóis e ingleses. Não deixe de visitar o Castelo de Elvas, de origem romano-mourisca.

O que fazer no Alentejo. Aqueduto da Amoreira
Aqueduto da Amoreira

Marvão

Distância de Lisboa (238km)
Marvão, assim como Monsaraz, também é uma vila localizada no topo de uma montanha. Sendo assim, o local proporciona uma incrível visão 360º das pradarias do Alentejo. O melhor a se fazer na cidade é caminhar pelas ruas íngremes e estreitas, contemplando as casinhas pintadas de branco. Ao fim da caminhada você irá se deparar com o magnífico Castelo de Marvão, que data do século 13.

Você também pode aproveitar a ocasião para conhecer outra vila bem próxima a Marvão, Castelo de Vide. Ela é pequena, mas charmosa, e vale gastar algumas horas observando a vida dos locais.

Além disso, se você busca atrações naturais, pode esticar a viagem até o Parque Serra de São Mamede. Lá você encontrará vestígios neolíticos e romanos, vida selvagem e a maior colônia de morcegos da Europa.

O que fazer no Alentejo. Cidade de Marvão
Ruas de Marvão

O que fazer no Alentejo: Costa Alentejana

Você deve estar se perguntando o que fazer no Alentejo se não é muito fã de castelos e vinícolas. Com toda certeza, a resposta para sua pergunta é: curtir o melhor das praias da Costa Alentejana. Trata-se de uma área completamente diferente do Alto Alentejo, especialmente em relação as paisagens. Acima de tudo, leve em consideração que o litoral alentejano também é rota de fuga do turismo de massa do Algarve, região localizada no extremo Sul de Portugal.

Inclusive, a Costa Alentejana é considerada a última faixa costeira selvagem da Europa, repleta de praias desertas com altas falésias e dunas impressionantes. Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém, Sines, Zambujeira do Mar e Odemira, são algumas das principais cidades no litoral.

O que fazer no Alentejo. Costa Alentejana
Zambujeira do Mar. Foto: Hugo Gamelas

O que fazer no Alentejo: roteiro de viagem de carro

DIA 1

É muito provável que você chegue em Portugal por Lisboa. Não tenha pressa! Uma viagem de cerca de 10 horas é cansativa. Tire o dia para ficar por Lisboa e coletar o carro na locadora.

DIA 2

Bem cedo, siga em direção a sua cidade base. Neste roteiro escolhemos Évora. Deixe suas coisas na acomodação escolhida e vá desbravar a cidade. Comece explorando o centro histórico de Évora. Para isso, siga em direção a Praça Giraldo. Você irá passar pelo Templo Romano de Évora e pela principal catedral da cidade, a Catedral da Sé, que teve sua construção concluída em 1250. Se ainda estiver disposto, visite também o Aqueduto Água da Prata, um dos poucos que ainda funcionam em Portugal.

DIA 3

Pela manhã se dirija a Vila Viçosa, que fica a apenas 45 minutos de Évora. Lá, recomendamos que você visite o mencionado Palácio Ducal e aproveite um tempo na cidade. Logo depois, aproveite para conhecer a cidade vizinha, Estremoz, situada a 20 minutos de Vila Viçosa. Em Estremoz, visite o castelo da cidade e a Capela da Rainha Santa. Terminado passeio e hora de degustar um vinho na adega de sua preferência. Retorne para Évora e tenha um jantar no melhor estilo português no Restaurante Fialho.

DIA 4

Depois de ter explorado algumas das chamadas cidades brancas do Alentejo, agora é hora de desbravar os vilarejos próximo a fronteira com a Espanha. Cerca de 1h30 de Évora fica a cidade de Marvão, que como comentamos fica no topo de uma montanha. Assim que chegar, siga para o grandioso Castelo de Marvão. Após, recomendamos que você aproveite a ocasião para visitar o vilarejo Castelo de Vide. No retorno para Évora, passe pela cidade de Elvas e conheça Aqueduto da Amoreira, construção que lembra os Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro.

DIA 5

Você já conheceu muitas cidades até agora. Entretanto, também faz parte da viagem descansar. Tire o dia para visitar apenas Monsaraz, que fica a cerca de 1 hora de Évora. Uma boa ideia é chegar na cidade mais para o fim do dia para poder contemplar um belo pôr-do-sol com vista para as planícies alentejanas.

DIA 6

No sexto dia faça de base uma das cidades da Costa Alentejana. Sines é o lugar ideal pois fica no meio do caminho das principais praias. De Évora, você vai gastar mais ou menos duas horas dirigindo até Sines. Sendo assim, é melhor sair pela manhã ou no final do dia anterior.

DIA 7

Último dia antes de retornar a Lisboa. Se dirija a Zambujeiras do Mar e vá apreciando a paisagem da Costa Alentejana. Uma vez em Zambujeira, visite a Praia do Tonel e a Praia de Nossa Senhora.

DIA 8

Dependendo do horário do seu voo ainda dá tempo de aproveitar mais uma praia. O ideal é que você já faça isso no sentido de volta a capital portuguesa. Faça uma parada na Praia de Melides, aproveite o dia e siga para Lisboa. A praia fica a cerca de 1h30 da cidade.

Neste post você pôde conhecer bastante sobre uma das regiões mais belas da Europa. Há muito o que fazer no Alentejo: praia, vinho, descanso, castelos. Esperamos que este artigo tenha ajudado você a decidir seu próximo destino.

SEM COMENTÁRIOS

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui