Monte Verde: Roteiro de final de semana

Monte-Verde-Roteiro-de-final-de-semana

Um final de semana é ideal para conhecer a cidade. Nós ficamos três dias em Monte Verde, mas chegar na sexta à noite e ir embora no domingo é suficiente para conhecer as principais atrações. Agora, caso você queira estender a sua estadia, a cidade também é ótima para descansar e curtir um.a viagem romântica

Veja o roteiro que fizemos no nosso fim de semana em Monte Verde:

1º dia – sexta

Desembarcamos no aeroporto de Guarulhos-SP, alugamos um carro e fomos direto para Monte Verde. Chegamos lá por volta das 23h. Seguindo em frente, logo após o portal de entrada da cidade, já chegamos à rua principal. O movimento nesse horário já estava bem tranquilo.

Como estávamos famintos, paramos na Adega do Chicão, restaurante que já havíamos visto comentários positivos. Como estava muito frio, pedimos uma sopa no pão deliciosa. Para fechar a noite, pedimos um vinho quente que veio em uma caneca com uma colher para pescar os morangos que estavam mergulhados ali dentro.

Monte+Verde+-+Triha+do+Pinheiro+Velho+4
Pinheiro em Monte Verde

Antes da viagem, havíamos consultado o tempo em Monte Verde. Para nós, a média de 24 graus não exigia muitas roupas de frio, mas estávamos enganados! Mesmo com temperatura agradável durante o dia, a noite esfria bastante e, por isso, blusa e sapato fechado são itens indispensáveis.

Depois do restaurante, fomos em direção à pousada Pinho Verde que nos surpreendeu bastante. A pousadinha, simples, porém aconchegante, tem alguns chalés para casal, em estilo alpino, enfileirados em um terreno íngreme, todo gramado e com uma piscina no meio. Todos os chalés parecem novos e são muito bem cuidados.

Entrando no chalé, uma cama grande, com cobertores e edredons suficientes para ninguém passar frio, uma lareira ao lado da cama, frigobar, TV, uma mesinha e alguns objetos de decoração. O banheiro, com aquecimento a gás, também era muito bom. Simples, bonito e agradável, o lugar era tudo que precisávamos para uma boa estadia.

Pousada Pinho Verde - Monte Verde
Pousada Pinho Verde – Monte Verde

2º dia – sábado

Acordamos por volta das 9h e o dia estava lindo. Pela manhã, conseguimos ver melhor o capricho da pousada com os diversos pinheirinhos bem cuidados, grama aparada e chalés charmosinhos. Fomos tomar café e, claro, como toda boa hospedagem mineira, essa não foi diferente e ofereceu um café da manhã simples mas muito gostoso com direito a pão de queijo e bolo caseiro.

Monte-Verde-Cafe-Pousada-
Café da manhã na pousada

Após o café, saímos rumo às trilhas no alto dos morros de Monte Verde. Para chegar de carro, a primeira dificuldade é enfrentar as ruas de terra e pedra, com subidas íngremes. Passada essa fase, chegamos a um ponto de apoio, espécie de estacionamento pago e sem muita infraestrutura. Você também tem a opção de deixar o carro estacionado um pouco antes para não precisar pagar o estacionamento. Aproveitamos para comprar mais duas garrafas de água e começamos a trilha.

Estacionamento - Trilha Pedra Redonda
Estacionamento – Trilha Pedra Redonda

Fomos até a Pedra Redonda (trilha considerada mais fácil) e até o meio do caminho da trilha Chapéu do Bispo. Lemos em alguns lugares que as trilhas eram de fácil acesso. Vimos até crianças com os pais e senhores mais velhos tentando fazer a trilha, mas a dificuldade era grande.  Os caminhos são de difícil acesso, com muitas subidas e requer um certo preparo físico. Vimos algumas pessoas desistindo no meio do caminho.

O visual é bonito, mas só vá se você estiver vestido adequadamente e gostar de trekking. Do contrário, não perca seu tempo. Além disso, apesar da taxa paga para o ponto de apoio do estacionamento, não vimos no caminho nenhuma placa indicativa com informações sobre a trilha – o que ajudaria muito!

Vista da trilha da Pedra Redonda
Vista da trilha da Pedra Redonda

Saindo de lá fomos direto para um dos mais famosos restaurantes da região, o Galinha da Roça, bem na entrada da cidade. Após nos fartarmos com um almoço tradicional mineiro, seguimos pela Av Monte Verde e paramos no Rancho do Caipira, uma das diversas lojinhas que vendem guloseimas típicas. Lá compramos um vinho fabricado na região (Campino), doces e queijos.

Continuamos nossa tarde calórica passeando pelas chocolaterias da cidade e provando as diversas marcas. Também experimentamos o chocolate quente da loja Montanhês (filial da loja de Campos do Jordão) que correspondeu totalmente às expectativas.

Em Monte Verde também existe uma filial do famoso Pastel do Maluf de Campos do Jordão, muito bom.

À noite decidimos ir para a cervejaria Fritz bem famosa em Monte Verde. Passamos o final da noite apreciando um belo chopp artesanal e contemplando o ambiente, o fundo musical e os funcionários, todos a caráter, combinando com o estilo alemão do lugar.

 

3º dia – domingo

Em Monte Verde nada de acordar cedo. As próprias hospedagens começam a servir o café só por volta das 9h da manhã. Sendo assim, esse foi mais um dia que acordamos razoavelmente tarde. O dia começou com uma caminhada até o mirante do aeroporto. Fomos informados na pousada que o mirante estava fechado, mas mesmo assim saímos para conferir.

Av. do Aeroporto em Monte Verde
Av. do Aeroporto
Pista do Aeroporto em Monte Verde
Pista do Aeroporto

 

O caminho é curto e dá para ser feito a pé. Porém, o restaurante onde fica o mirante realmente estava fechado. Mesmo assim, curtimos o visual da rua mesmo, onde já é possível admirar a paisagem de Monte Verde. O aeroporto, ao lado do mirante, nada mais é que um terreno bem grande de terra, onde as pessoas podem inclusive contratar passeios panorâmicos. É uma oportunidade para conhecer Monte Verde do alto.

Saindo de lá fomos até a Roda d’água que fica próxima à entrada da cidade. Seguimos pelas ruas em busca de algumas fontes e cachoeira que estavam no mapa que pegamos no Posto de Informações Turísticas, mas só encontramos algumas bicas de água.

Para compensar, fomos almoçar no restaurante mineiro mais bem cotado da cidade: “O Caipira”. O ambiente é todo decorado lembrando um casarão de fazenda, a comida típica é deliciosa e as bebidas são servidas em canecas de alumínio.

Tutu com bisteca - restaurante O Caipira
Tutu com bisteca – restaurante O Caipira
Decoração - restaurante O Caipira
Decoração – restaurante O Caipira

 

Fomos degustar de sobremesa um apfelstrudel divino na chocolateria Gressoney, na esquina do conjunto de lojas Vila Europa. Aproveitamos que estávamos na Av. Monte Verde e saímos vasculhando as lojinhas com seus diversos artesanatos, entre eles sabonetes e artigos de inverno.

Compramos sabonetes e aromatizadores na “Aromas da Terra” e “Cantinho do Banho”. A loja Alpina também tem vários artigos de decoração com destaque para as canecas de aço esmaltado, peça bem retrô, em diversos tamanhos.

 

Vila Europa - Conjunto de lojas na rua principal de Monte Verde
Vila Europa – Conjunto de lojas na rua principal de Monte Verde
Loja Alpina - jardim em Monte Verde
Loja Alpina – jardim

 

Chocolateria Gressoney - Apfelstrudel em Monte Verde
Chocolateria Gressoney – Apfelstrudel

Outro lugar legal para compras é o mini shopping Celeiro, com diversas lojinhas de artesanato, decoração e uma cachaçaria com uma variedade enorme da bebida.

Para não faltar o chocolate do dia, paramos na chocolateria Silvestre e tomamos um delicioso  chocolate quente cremoso (um dos melhores!).

O restante da tarde passamos na pousada descansando e aproveitando a piscina.

Fim de domingo, para jantar, fomos ao restaurante Dom Luiz. O ambiente é agradável, porém não tivemos muita sorte com nosso prato que foi servido um pouco frio. Já a sobremesa, Petit Gateau, estava no ponto!

 

4 dia – segunda

Após o café saímos em direção à Av. Monte Verde e tivemos a impressão de estarmos em uma cidade fantasma. Tudo muito parado, sem movimento, lojas fechadas. É assim que Monte Verde fica no início da semana, fora de temporada. Por isso, a cidade é na medida certa para curtir um  fim de semana, nada muito além disso. E claro, Monte Verde é ideal para os casais apaixonados que fazem do lugar um dos destinos oficiais de lua de mel.

Fomos até a Trilha do Pinheiro Velho. A entrada fica quase em frente à pizzaria La Scaciatta, na Av. Monte Verde. A trilha de fácil acesso e bem sinalizada passa ao lado de um riacho e no meio do caminho você pode observar a flora local, uma fonte de água potável e o pinheiro mais antigo de Monte Verde. O percurso, até a outra saída que fica próxima à Av. Monte Verde, tem por volta de 600 metros.

Trilha do Pinheiro Velho - caule do Pinheiro mais velho de Monte Verde
Trilha do Pinheiro Velho – caule do Pinheiro mais velho de Monte Verde
Trilha do Pinheiro Velho - Riacho em Monte Verde
Trilha do Pinheiro Velho – Riacho

 

Trilha do Pinheiro Velho - Placa na entrada
Trilha do Pinheiro Velho – Placa na entrada
do Pinheiro Velho - placas indicativas ao longo do percurso de fácil acesso
do Pinheiro Velho – placas indicativas ao longo do percurso de fácil acesso

 

Para finalizar nossa viagem à Monte Verde, fomos almoçar no restaurante Pucci, com ambiente bem aconchegante e localizado próximo ao banco.

Restaurante Pucci - Monte Verde
Restaurante Pucci
Restaurante Pucci - comida mineira
Restaurante Pucci – comida mineira

 

Além dos passeios que fizemos, Monte Verde oferece algumas outras atrações como passeio de quadriciclo, passeio a cavalo e patinação no gelo.

 

Despesas para duas pessoas:

  • Aluguel de carro (3 dias) – R$ 192,00.
  • 4 Pedágios (2 ida + 2 volta) – R$ 5,60.
  • Combustível (Camanducaia) – R$ 80,00.
  • Pousada Pinho Verde (3 dias) – R$ 450,00.
  • Adega do Chicão – R$ 56,50.
  • Estacionamento trilhas Monte Verde – R$ 10,00.
  • Restaurante Galinha da Roça – R$ 78,00.
  • Rancho do Caipira – R$ 50,00.
  • Montanhês (chocolate quente cremoso – R$ 10,00 cada.
  • Pastel do Maluf – R$ 13,50.
  • Choperia Fritz – R$ 60,00.
  • Restaurante O Caipira – R$ 65,00.
  • Apfelstrudel Gressoney – R$ 16,00.
  • Silvestre (chocolate quente cremoso) – R$ 5,00 cada.
  • Dom Luiz – R$ 60,00.
  • Restaurante Pucci – R$ 60,00.
  • Barrinhas de chocolate – R$ 2,75 cada (em média).

 

*Os valores e os dados apresentados no site podem sofrer alterações. Por isso, antes de viajar, sempre confirme os valores e informações com as empresas responsáveis.

Dúvidas? Sugestões? Opiniões sobre Monte Verde? Deixe abaixo o seu comentário.

Aproveite também para assinar nossa Lista VIP abaixo e receber novidades sobre as viagens do ILoveTrip.

 

Leia nossos posts sobre Monte Verde:

12 COMENTÁRIOS

  1. JOSEVALDO ALVES DE SOUZA

    Gostei muito do roteiro chic d+ de bom sor se Deus assim permitir em junho estarei fazendo minha turnê em Monte verde

  2. Legal o artigo, completo, muito útil. Com certeza a viagem a Monte verde serpá realmente mais aproveitável… Valeu

    • Oi Marcela, que bom que gostou do nosso roteiro em Monte Verde!

      Um abraço e boa viagem!

    • Oi Marcela, que bom que gostou do nosso roteiro em Monte Verde!

      Um abraço e boa viagem!

    • Carla Camila Garcia Alexandre

      Oi Marcela, que bom que gostou do nosso roteiro em Monte Verde!

      Um abraço e boa viagem!

    • Oi Marcela, que bom que gostou do nosso roteiro em Monte Verde!

      Um abraço e boa viagem!

    • Oi Marcela, que bom que gostou do nosso roteiro em Monte Verde!

      Um abraço e boa viagem!

  3. Que bom que gostou Erina. Temos certeza que irá gostar mais ainda de Monte Verde!

    Um abraço e boa viagem!

    Caracol

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui