Londrina: Pontos Turísticos, Roteiro e Dicas

Londrina_Pontos_Turisticos_Roteiro

Londrina é conhecida como a capital do café, já que teve a maior produção mundial do grão até 1975. A cidade está localizada no norte do Paraná, a aproximadamente 380 km de distância da capital Curitiba. Hoje, a agricultura ainda é forte na região, outros grãos, como milho e soja, além do café, são produzidos.

O nome é uma homenagem aos colonizadores ingleses, da cidade de Londres. Por ter semelhanças com a neblina da capital inglesa, o nome Londrina foi escolhido por significar pequena Londres.

A cidade também conta com muitas movimentações culturais, como o Festival Internacional de Teatro que é a sua maior atração. Além disso, museus, cinemas e orquestra de câmara fazer parte da veia artística local.

A área verde é outro ponto de destaque em Londrina, possui como cartão posta a gigante cachoeira Salto do Apucaraninha. A cidade tem 7.711.227,31 m² de área verde, com parques, praças e até uma floresta urbana.

Neste post você vai descobrir:

  • História de Londrina
  • Como chegar em Londrina
  • Quando ir e como circular
  • Pontos Turísticos e Atrações de Londrina
  • Festivais em Londrina
  • Melhores lugares para Comer em Londrina07
  • Onde ficar em Londrina: Melhores opções
  • Roteiro completo de 3 dias em Londrina

História de Londrina

O norte do Paraná era uma região de extensa floresta, seus habitantes eram índios e população pobre. Os antigos habitantes utilizavam o espaço para desmatamento, plantio e criação de animais.  Nesta época, Londrina pertencia ao município de Jataizinho e tinha o nome de Gleba Três Bocas.

A partir de 1924, o inglês Simon Joseph Fraser, começou a explorar o local com fazendas e máquinas de algodão. Porém, o projeto fracassou devido à falta de sementes sadias e ao baixo preço. Foi assim, com a ideia de recuperar o dinheiro investido, que deu início ao loteamento de suas terras.

Lotes urbanos e rurais foram criados e vendidos ao trabalhadores locais. Londrina surgiu em 1929, mas a criação do munícipio foi em 3 de dezembro de 1934 após a assinatura do Decreto Estadual.  Hoje a cidade tem mais de 500 mil habitantes, sendo a 3ª mais populosa da região sul brasileira.

Como chegar em Londrina

Para chegar de carro até Londrina partindo de Curitiba, basta seguir pela PR 376 até Apucarana. Em seguida, continuar pela PR 369 até Londrina. Agora, para quem está em São Paulo ou passará por este estado, não precisa chegar até a capital. É preciso seguir pela SP 280 até o final e continuar pela SP 280 até o município de Ourinhos. Dali em diante, faça a viagem pela PR 369 até a capital do café. A viagem entre São Paulo e Londrina é de 528 km. Já saindo de Curitiba você percorrerá 379 km.

Porém, você está pensando em ir de avião? Chegar até a cidade por meio de viagens aéreas é a opção mais utilizada pelos turistas. Londrina tem um aeroporto bem próximo ao centro que recebe voos de diversas cidades do país. Além disso, a cidade comporta também uma rodoviária que recebe ônibus das principais cidades de Curitiba e São Paulo. Também há opção de viagens partindo de outras capitais.

Quando ir e como circular

A cidade é a segunda maior do estado e oferece infraestrutura de grandes municípios. Há muita coisa que se pode fazer durante diversas épocas do ano, os primeiros meses do ano são mais quentes. O verão registra em média temperaturas de 30 °, já o inverno registra máximas de até 24°. Por isso, não se preocupe em relação ao tempo, sempre terá opções para se divertir.

Para circular, não há segredo: pode ser com o seu carro próprio ou alugado, já que há diversas locadoras na cidade. A região também oferece variedades de ônibus públicos, são mais de 130 linhas e diversos terminais urbanos espalhados pelos bairros. Além disso, taxis e transportes pelos principais aplicativos de mobilidade também podem ser usados para conhecer Londrina.

Pontos turísticos e atrações em Londrina

A cidade reserva muitos locais para visitação. O que mais atrai o turista é a possibilidade de explorar diferentes atividades no mesmo lugar. Por exemplo, conhecer pontos históricos, culturais, rurais, urbanos, entre outros. Entretanto, por ser uma grande metrópole, prepare-se para se deparar com problemas que já estamos acostumados, como o trânsito.

A prefeitura de Londrina lançou recentemente o programa Visite Londrina, que visa capacitar quem trabalha diretamente com turismo. A cidade busca melhorar a qualidade dos serviços para receber todos os turistas.

Jardim Botânico de Londrina

Com mais de 1 milhão de m² de mata nativa, o nascentes e rios. O local é reservado para proteção e pesquisa de espécies nativas e exóticas do Paraná. O Jardim Botânico de Londrina é o recanto de muita beleza e tranquilidade. É ideal visitar em dias ensolarados, já que é possível aproveitar as trilhas ecológicas que te levam para passear pela natureza.

Parque Estadual Mata dos Godoy

São 690 hectares de pura mata nativa no Parque Estadual Mata dos Godoy. O visitante pode explorar cerca de 10% área, já que o local é uma unidade de conservação da fauna e da flora local. O parque foi criado em 1989 e hoje é um dos principais pontos de preservação ambiental do Paraná.

A administração é de responsabilidade do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que mantém espécies de plantas que já foram extintas em outras regiões. Há também mais de 180 espécies somente de aves, o que torna o local também uma floresta tropical. Está localizado na área rural a 15 km do centro de Londrina.

Parque Municipal Arthur Thomas

Reduto de capivaras, quatis e macacos, o Parque Municipal Arthur Thomas está em funcionamento desde 1975. É um dos poucos locais que ainda abriga mata nativa no norte do estado do Paraná. É ideal para passear com a família e aproveitar um dia ensolarado

Há um lago artificial, pedalinho, zoológico, mirante para cachoeira, área para descanso e viveiros de mudas. Muitas pessoas vão até o local para fazer piquenique aos finais de semana. Somente é proibido alimentar os animais.

Parque Ecológico Dr. Daisaku Ikeda

Outra sugestão de passei em família é pelo Parque Ecológico Dr. Daisaku Ikeda. Localizado a 12 Km do centro, abriga vegetação de mata nativa da região. Segundo estudos, habitam mais de 12 espécies de mamíferos, 32 de répteis, 96 de pássaros. Além de peixes pelos rios.

Uma característica é o silêncio, já que se houve somente o som dos pássaros e das águas. O parque conta com estrutura para garantir um bom divertimento, já que tem quiosque, parque infantil e um mirante. Funciona de terça à domingo, sempre das 11h às 17h.

Salto do Apucaraninha

Quem estiver visitando Londrina, deve fazer parada obrigatória na reserva Apucaraninha e conhecer a cachoeira. Com mais de 116 metros de altura de queda d’água fica na região sul da cidade, dentro de uma reserva indígena.

O tamanho impressiona e realmente vale uma visita, mas o local é de difícil acesso. Está a mais de 80km da região central e nem mesmo os moradores costuma ir até lá. Outro fator conta é que a região não é sinalizada, o que pode dificultar ainda mais a visitação.

Lago Igapó

É um dos locais preferidos dos moradores para fazer atividades ao ar livre e aproveitar o espaço verde na cidade. O Lago Igapó é a grande marca de Londrina, sendo dividido em três. No parque Igapó I, parte de maior visitação, há pista de aeromodelismo, ciclovia, anfiteatro à céu aberto, entrou outros.

É um espaço de lazer preservado pela prefeitura, preferido pelos visitantes para passar a tarde caminhando em volta do lago. Porém, em alguns pontos, há falta de limpeza e restos de lixos são encontrados em alguns pontos. Não há banheiros, a não ser quando há eventos e são instalados os banheiros químicos. Contudo, vale a pena conhecer o local. A entrada é gratuita.

Planetário de Londrina

Outro local bastante visitado, é o Planetário de Londrina. Há exibição de filmes e documentários que envolvem a temática da astronomia. Ainda é possível conferir projeções de estrelas no espaço de experiências.

O Planetário fica dentro do campus da Universidade Estadual de Londrina. Também faz parte do Museu de Ciência e Tecnologia da universidade. Os valores de entrada e o que está em exibição no momento em que você estiver pela cidade, pode ser conferido pelo site. Acesse: www.uel.br/planetario. 

Museu Histórico de Londrina

A cidade guarda muita história e para conhecer é preciso visitar o Museu Histórico de Londrina. Há algumas exposições, mas a que chama atenção é a que retrata a cultura dos londrinenses. Louças, brinquedos, móveis, documentos, entre outros objetos, podem ser conferidos pelos visitantes.

Além disso, o museu conta com uma biblioteca e acervo fotográfico. O prédio, por si só, é uma experiência a parte, pois é uma antiga estação ferroviária. Há acesso para pessoas com deficiência e está aberto de terça à domingo.

Igreja Matriz de Londrina

Totalmente construída em madeira no ano de 1934, o local escolhido na época era um dos pontos mais alto da cidade. Porém, com o passar dos anos, a estrutura foi ganhando novas formas, passando a ser de alvenaria. Atualmente, o edifício da Igreja Matriz de Londrina tem estrutura de aço e alumínio. 

Autódromo Internacional Ayrton Senna

O Autódromo Internacional Ayrton Senna é uma atração a parte, já que recebe importantes competições.  Foi inaugurado em 1992 e a pista tem 3.146 metros de extensão. O circuito é considerado difícil pelos competidores, devido as curvas fechadas.

O viajante, caso se programe, poderá conferir algumas provas que são realizadas por lá. Atualmente, modalidades como Stock Car, Fórmula 3 e Fórmula Ford são as principais atrações. Porém, Fórmula Truck, 500 Milhas de Londrina, Motociclismo, Arrancadas e Troféu Maserati já passaram por lá.

Festivais em Londrina

Londrina investe bastante em cultura, seja música, dança ou teatro. A cidade é o berço de festivais, como: Festival Internacional de Música de Londrina (FML) e Festival Internacional de Londrina (FILO). Além da ExpoLondrina.

Festival Internacional de Música de Londrina (FML)

As edições do Festival Internacional de Música de Londrina ocorrem anualmente e promovem cursos, concertos e apresentações. De acordo com os organizadores, podem participar do evento qualquer pessoa independente de seu nível de instrução em música.

Entre 16 a 28 de Julho de 2018, aconteceu a última edição. Nesta, houve cursos de música popular, erudita instrumental e vocal voltados para solistas e grupos como banda, camerata e opera.

Festival Internacional de Londrina (FILO)

O Festival Internacional de Londrina é considerado um dos principais festivais de teatro do País e também ocorre anualmente. Já teve apresentações, de dança, poesia, fotografia, entre outros. Porém, desde 1970 o espaço é reserva unicamente ao teatro. São exibidos espetáculos nacionais e internacionais durantes todos os dias. Em 2018, comemorando os 50 anos de existência, está previsto para acontecer entre 20 e 28 de outubro. 

Expo Londrina

Um dos maiores e mais importantes eventos do país, Londrina realiza todos os anos o Expo Londrina. O evento promove lazer, entretimento e negócios voltados a agroindústria. Diversos shows, com artistas nacionalmente famosos, ocorrem durante os 11 dias da feira.

Além disso, muita culinária, artesanato, parque para crianças, entre outras atrações, fazem a cidade parar. O evento costuma ocorrer entre os meses de março e abril.

Onde comer em Londrina

Como falamos, a cidade de Londrina é realmente grande e não opções de lugares para comer não vai faltar. Restaurantes, bares e pizzarias fazem parte da gastronomia local.

Restaurante Villa Fontana

O Villa Fontana é um restaurante aconchegante e ideal para almoçar ou jantar. O cardápio inclui culinária italiana e japonesa, além de vinhos para acompanhamentos. Os pratos custam em média R$25,00, que podem ser consumidos com saladas e antepasso com valores a parte.

O Casarão

Bastante conhecido, O casarão oferece uma extensa lista de pizzas em seu cardápio. Há opções a partir de R$ 25,90. Além disso, dependendo do dia, pode estar acontecendo festivais no próprio restaurante, que incluem frango, caldos e sopas e massas. Em todos os dias da semana também tem pratos especiais.

Confira outros locais para comer:

  • Barolo
  • La Palme Bistro
  • La Gondola
  • Maneco com Jaleco
  • Kozan Sushi
  • Niwa Sushi
  • Sabor e Vida Saudável
  • Villa Nutri
  • Tasty Garden
  • Conde Prime Burguer
  • Vó Tatau
  • Frutal do Campo

Onde ficar em Londrina: 7 melhores opções

Roteiro Completo de 3 dias em Londrina

Primeiro dia do Roteiro em Londrina

  • Nada melhor do que começar a conhecer a cidade com um dos passeios preferidos pelos moradores. Por isso, visite o Lago Igapó e praticar algum das atividades náuticas. O possui entradas por diversas ruas e avenidas, sendo a principal a Avenida Higienópolis.
  • Continue explorando o que há de melhor na cidade, conhecendo um restaurante. Seguindo pela Avenida Higienópolis, sentido Avenida Juscelino Kubitscheck, entre na rua Espírito Santo, que possui sentido único. Um quarteirão depois, estará cruzando a rua Belo Horizonte, que tem a cantina Barolo Londrina, uma das mais tradicionais da região.
  • Por fim, seguindo pela rua Belo Horizonte, que também possui sentido único, você voltará para a Avenida Higienópolis. Em seguida, passando pela rua Adhemar Pereira Barros e Avenida Harry Prochet, chegará até o Jardim Botânico de Londrina.

Segundo dia do Roteiro em Londrina

  • Comece o dia conhecendo Salto do Apucaraninha. Para chegar até lá, basta seguir pela PR 445 em direção ao distrito e Lerroville. Chegando em Lerroville, no contorno que possui na entrada do local, haverá um trevo que dá acesso a estrada que te levará até o Salto do Apucaraninha.
  • Ao voltar, provavelmente estará entardecendo, você pode escolher algum restaurante no centro ou bairros próximos. Uma boa pedida é O Casarão, que está localizado na Avenida Maringá, 899, no bairro Jardim Vitória.
  • A noite, aproveite para conhecer o centro da cidade e ir até a Igreja Matriz de Londrina. Saindo da Avenida Maringá, seguindo pela rua Goiás, chegando até Avenida Rio de Janeiro, você chegará à Igreja Matriz de Londrina.

Terceiro dia do Roteiro em Londrina

  • Aproveite para conhecer um dos principais parques da cidade logo pela manhã, o Parque Estadual Mata dos Godoy. O parque está localizado na PR 538 sentido Taquarana.
  • Almoce em um restaurante próximo, pois na própria PR 538 tem o restaurante Rural Vô Tatau com sua cozinha interiorana. Caso prefira um restaurante mais conhecido, um pouco a frente, retornando ao centro de Londrina, também na rodovia, tem o Outback.

No período da tarde, conheça o Planetário de Londrina. Seguindo pela PR 538, passando pela Avenida Ayrton Senna, rua Maringá e rua Goiás. Em seguida, chegando na Avenida Juscelino Kubitscheck e seguindo pela rua Benjamin Constant, você chegará ao planetário. Na região, você poderá aproveitar ainda o Museu Histórico de Londrina e os diversos restaurantes que tem por lá.

SEM COMENTÁRIOS

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui