4° dia – Foz – Itaipu, Marco das Três Fronteiras e Mesquita

4°-dia-–-Foz-–-Itaipu-Marco-das-Três-Fronteiras-e-Mesquita

Quando acordamos estava chovendo muito. Nem adiantava ir para o lado argentino porque não íamos aproveitar. Por isso, resolvemos ficar um pouco no hotel descansando. Saímos para almoçar dessa vez no shopping Cataratas que tem praça de alimentação bem grande com opções de restaurantes e fast foods conhecidos. Após o almoço a chuva havia parado o que foi uma grande alegria. O passeio que escolhemos para fazer à tarde foi visitar a Usina Itaipu Binacional.

 

Usina Itaipu

Todo o percurso até a Usina Itaipu é lindo, inclusive a avenida que é bem arborizada. A impressão que tivemos da cidade de Foz do Iguaçu foi muito boa. Tudo muito limpo, bem sinalizado, ruas largas, muitas árvores.

Chegando à usina compramos o bilhete integrado Passeio Panorâmico pela usina e Ecomuseu (R$ 8,00).

A passeio é maravilhoso. Primeiro assistimos um vídeo falando sobre a história da Itaipu, em uma sala parecendo um cinema. Depois subimos em confortáveis ônibus de viagem que nos levaram para dar a volta na usina. Passamos por mirantes, e por cima da usina, vendo todas as tubulações, o vertedouro que é imenso – pra falar a verdade tudo ali é imenso! Você se sente uma verdadeira formiguinha no meio daquela imensidão. A última parada foi em cima da usina onde tínhamos vista tanto para o rio Paraná como para a usina. Passeio imperdível, super recomendado!

Saindo dali fomos ao ecomuseu. O lugar também é muito bonito, com vários objetos históricos. Também vale a visita.

Na volta avistamos a Mesquita Muçulmana, que estava fechada, mas o segurança nos deixou entrar até o estacionamento para tirar algumas fotos.

 

Mesquita Muçulmana

 

Dica: a Mesquita fica aberta para visitação de turistas de segunda a sábado. A localização é na rua Meca (bem original!). Em Foz do Iguaçu existem muitos muçulmanos.

Fomos até o templo budista, mas infelizmente tinha acabado de fechar. Ele fica aberto até às 17h30 e não abre às segundas-feiras.

 

Marco das Três Fronteiras

Aproveitamos também para conhecer o marco das três fronteiras. Eu havia lido em um fórum que o lugar era perigoso, porque passava pela periferia de Foz do Iguaçu. Sinceramente, nada de perigoso! Esqueçam esse comentário. Tudo muito bem sinalizado, as ruas largas, apenas um pequeno trecho com casas e um comércio mais simples, mas nada de perigoso. Não acreditei quando lembrei desse comentário. Existe também uma pequena estradinha que vai dar no marco. É bem bacana porque de lá dá para ver os outros dois marcos, do lado paraguaio e do lado argentino, sendo os três separados pelo rio. No lugar também existe uma lojinha com lembrancinhas.

 

Marco das Três Fronteiras

 

Na volta, passamos em uma lanchonete para jantar e voltamos para o hotel. O dia foi bem aproveitado apesar da chuva na parte da manhã.

Dúvidas? Sugestões? Opiniões? Deixe abaixo o seu comentário.

Leia os outros posts sobre nossa viagem ao sul do Brasil:

 

SEM COMENTÁRIOS

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui

Sair da versão mobile