Concha y Toro: tour na vinícola mais famosa do Chile

A Concha y Toro é a vinícola mais famosa do Chile e a marca é conhecida mundialmente. O passeio até a Concha y Toro é bem tradicional e pode ser feito a partir de um bate e volta desde Santiago.

Como chegar na Concha y Toro de metrô

Primeira dica: vá de metrô! Muito mais barato e fácil. Demora um pouco, mas compensa. Com excursão de agência você paga quase três vezes mais do que por conta própria (metrô + táxi).

Para chegar à Concha y Toro é só ir até a estação de metrô Las Mercedes e pegar um táxi até a vinícola (cerca de 10 min):

  • Do centro de Santiago até a Concha y Toro você levará em média 1h.
  • Em Santiago, pegue a linha 4 do metrô em direção a estação Lar Mercedes.
  • Chegando na estação, pegue a saída “Concha y Toro Ocidente”.
  • Pegue um táxi na rua (negocie o preço antes de entrar no carro). Também existe a opção de fazer esse último trecho de ônibus, mas o táxi é bem fácil e barato e por isso compensa mais. No site oficial da Concha y Toro você pode baixar um mapa em pdf e ver informações atualizadas de como chegar à vinícola de metrô/táxi, metrô/ônibus ou de carro

>> Site oficial da Concha y Toro: como chegar

 

Como reservar o passeio tour Concha y Toro

 

Segunda dica: reserve antes! No site da Concha y Toro você acessa as informações atualizadas, preços, o mapa, horários dos tours, além de poder fazer sua reserva.

Na página principal do site já existe um link para a reserva. Também é possível fazer o tour Tradicional em português. Consulte as informações atualizadas no site:

É importante saber: você irá gastar em média uma manhã ou uma tarde inteira para fazer o passeio de ida e volta até a Concha y Toro.

 

santiago-chile-entrada-concha-toro
Placa na entrada da Concha y Toro

 

Tour na Concha y Toro

 

Terceira dica: se não entende nada de vinhos, faça o tour Tradicional que é ótimo. O tour tem algumas paradas para degustação de vinhos e o guia explica o básico sobre essa arte. Bem interessante e didático, ainda mais para leigos. Existe uma outra opção mais cara (Tour Marques de Casa Concha), onde está inclusa a degustação de vinhos e queijos finos.

Os dois tours seguem o seguinte roteiro com guia:

  • Passeio pelos jardins, parque e visita externa da casa que foi residência da família Concha y Toro;
  • Visita ao vinhedo Pirque Viejo e jardim com variedade de uvas;
  • Degustação de vinho;
  • Visita  às adegas, incluindo a famosa adega subterrânea onde ficam armazenadas as barricas do vinho Casillero del Diablo;
  • Finalização com degustação de vinho e taça de presente (para o Tour Marques de Casa Concha está incluso a degustação de queijos finos junto com os vinhos).

 

Tour Tradicional x Tour Marques de Casa Concha

 

Se o objetivo for só curtir o passeio turístico, opte pelo tour Tradicional. É excelente, com muitas opções de horários e você tem um panorama legal sobre a vinícola, produção e armazenamento dos vinhos, além de poder degustá-los. A única diferença do tour Marques de Casa Concha é que nele está incluso mais degustações, estas harmonizadas com queijos finos. Veja o custo benefício que é melhor para você.

Existem pessoas que criticam o tour da Concha y Toro por acharam que a visita é muito turística. Realmente já visitamos vinícolas no Chile e em outros países onde a experiência foi diferente, mas não que a Concha y Toro seja ruim, pelo contrário, recomendamos muito. A Marca é super tradicional e o tour é bem organizado e não leva muito tempo. Um passeio muito bom para incluir em um roteiro de viagem para Santiago.

[optinform]

O que vale destacar aqui é que o Chile é um país reconhecido mundialmente pela produção de vinhos. Por isso, se você realmente quer investir em conhecer os vinhos do país, além da Concha y Toro existem diversas outras vinícolas tradicionais e menos turísticas para você incluir no roteiro. As experiências são diferentes e você poderá visitar desde vinícolas artesanais até vinícolas de grandes marcas onde poderá conhecer mais a fundo o processo de produção dos vinhos.

A Concha y Toro fica na região do Valle del Maipo, mas também existem duas outras regiões famosas no Chile que os apreciadores de vinho também incluem no roteiro de viagem: o Valle do Colchagua, a cerca de 170 km ao sul de Santiago e o Valle do Casablanca, a cerca de 60 km de Santiago.

A cidade de Mendoza também fica próxima à Santiago do Chile e é a região vinícola mais importante da Argentina, país que também tem tradição reconhecida pela produção de vinhos. Além disso, para conhecer Mendoza a partir de Santiago você pode fazer um passeio lindíssimo atravessando os Andes, uma dobradinha perfeita para incluir no seu roteiro de viagem.

Veja também:

 

Tour na Concha y Toro: Como foi Nossa Experiência

 

Descemos do táxi na porta da Concha y Toro e logo na entrada, ainda no estacionamento, nos deram um formulário para preencher e um adesivo para colar no peito.

santiago-chile-concha-toro-tickets
Tour Concha y Toro – formulário e adesivo

A entrada é muito bonita, com alguns barris de vinho no jardim. Seguindo em frente passamos por uma loja e o restaurante/Wine Bar. Preenchemos o formulário e esperamos o nosso guia nos chamar para enfim entrar pelo portão que dá início ao tour.

Reservamos pela internet e fizemos a visita Tradicional. O tour começa com o guia falando um pouco sobre a história da vinícola Concha y Toro. Passamos por alguns jardins, pela casa histórica e chegamos a um lindo parreiral que fica ali propositalmente para os turistas visitarem. O guia também explica sobre o processo de produção e a diferença entre as uvas.

 

santiago-concha-toro-tour
Parreiras na Concha y Toro
santiago-concha-toro-parreral
Concha y Toro
Degustação - Concha y Toro
Degustação de vinhos no tour da Concha y Toro

O ponto alto do passeio é a visita à adega, no subsolo, onde ficam armazenados os vinhos Casillero del Diablo, em um ambiente frio e misterioso. Esse é o vinho mais conhecido da Concha y Toro. Entrando na sala a porta é fechada e o grupo assiste um vídeo contando a história do nome Casillero del Diablo. Durante o vídeo acontecem alguns efeitos para aumentar o suspense, mas tudo para chamar a atenção dos turistas.

Curiosidade: há muitos anos atrás, ao perceber que as suas melhores garrafas estavam sumindo da adega, o dono da Concha y Toro inventou uma história para assustar os ladrões. E deu muito certo!  Foi dessa história que surgiu o nome Casillero del Diablo.

 

Adega subterrânea na Concha y Toro
Adega subterrânea e tonéis de vinho na Concha y Toro

 

Assista o vídeo abaixo para conhecer a história do Casillero del Diablo:

 

 

Passamos por alguns galpões subterrâneos cheios de tonéis de vinho e o guia explicou um pouco mais sobre a conservação da bebida. O tour é finalizado com uma degustação e a taça usada por cada um é colocada em um sacola e entregue como souvenir para os turistas.

Na saída do tour, existe um Wine Bar e uma loja bem grande com uma infinidade de vinhos da marca Concha y Toro para venda. Os preços são muito bons.

 

As taças usadas na degustação são os brindes do tour
As taças usadas na degustação podem ser levadas como brinde
Degustação de vinho na Concha y Toro
Degustação de vinho do grupo no tour na Concha y Toro

 

Como voltar da Concha y Toro para Santiago

 

Para voltar para Santiago pegue um táxi. Eles geralmente ficam parados na rua em frente à Concha y Toro, mas você também pode pedir na recepção para que eles chamem um táxi para você. A partir daí é só descer no metrô e fazer o caminho inverso da ida, agora sentido Santiago.

 

Casillero del Diablo
Casillero del Diablo

Veja também:

 

Vamos bater um papo com a gente? Deixe sua dúvida ou opinião nos comentários abaixo.
Gostou do post? Então assine nossa lista VIP abaixo e receba dicas e novidades do ILoveTrip.

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui