20° dia – São José dos Ausentes e Urubici

20°-dia-–-São-José-dos-Ausentes-e-Urubici

Dia de recolher as coisas e seguir viagem. Cambará do Sul, sem dúvida, foi um dos lugares mais peculiares e lindos que já vimos até hoje. Antes de seguir, paramos no Posto de Informações Turísticas de Cambará para ver a rota mais fácil para chegarmos à Urubici, nosso próximo destino. Por sorte, encontramos por lá duas pessoas que estavam vindo da região de Urubici e nos aconselharam a pegar a estrada sentido São José dos Ausentes.

 

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes

 

Apesar de falarem sobre a condição da estrada, a impressão real foi bem pior. Uma estrada sem fim de terra e cascalho que não acabava nunca. Ela tem vários níveis, alguns até razoavelmente bons, mas a maioria em condições ruins. Em compensação a paisagem é linda. Muita natureza, campos, animais, flores e árvores.

 

Estrada Cambará do Sul - São José dos Ausentes
Estrada Cambará do Sul – São José dos Ausentes

 

São José dos Ausentes – Pico do Monte Negro

Paramos em São José dos Ausentes apenas para abastecer o carro e parar no Posto de Informações Turísticas logo na entrada da cidade. Com algumas atrações convidativas, optamos por ir apenas em uma delas, o Pico do Monte Negro, ponto mais alto do estado do Rio Grande do Sul.

Mais estrada de terra e só soubemos chegar lá porque fomos contando a distância em quilômetros desde o Posto de Informações. Na entrada, uma porteira fechada e uma plaquinha singela indicavam que ali era o caminho. Abrimos a primeira porteira, um pouco receosos, e seguimos a estradinha. Mais para frente outras porteiras, gado e cavalos na estrada e até um rio pequeno para atravessar com o carro ( pura aventura!!!).

 

Pico do Monte Negro - São José dos Ausentes

Pico do Monte Negro – São José dos Ausentes

 

A região é conhecida como Rota dos Campos de Cima da Serra, em que Cambará do Sul, São José dos Ausentes e o Pico do Monte Negro fazem parte. Chegando ao Pico tivemos a sensação que seríamos levados pelo vento. O vento é bem forte e a vista maravilhosa! Dá para ver, em dias de céu aberto, a cidade de Torres e parte do litoral gaúcho. O lugar é descampado e na beira você chega em um grande Cânion.

Ficamos por um bom tempo admirando o cenário, comemos um lanche que havíamos levado e seguimos viagem.

 

Pico do Monte Negro - São José dos Ausentes
Pico do Monte Negro – São José dos Ausentes

 

Entrando em Santa Catarina já vimos o visual mudar. A estrada antes cheia de araucárias ficou tomada por muitas plantações de maçã. Seguimos direto para a cidade de Urubici, para a pousada Arcanjo Rafael.

 

Urubici – pousada Arcanjo Rafael

Os donos da pousada Arcanjo Rafael (em especial a dona) são de uma simpatia sem igual. Muito atenciosos e cheios de delicadezas com os hóspedes. A pousada fica integrada com a casa dos donos. Ficamos em um quarto aconchegante, bem bonitinho, com TV, lençol térmico, banheiro e decoração acolhedora. Os donos da pousada deram várias dicas de restaurantes para ir e o primeiro escolhido foi um lugar bem simples, na avenida principal, com comida caseira farta. Opção boa para matar a fome de viajantes que estiveram na estrada o dia todo.

Dúvidas? Sugestões? Opiniões? Deixe abaixo o seu comentário.

Leia os outros posts sobre nossa viagem ao sul do Brasil:

 

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui