16° dia – Porto Alegre

16°-dia-–-Porto-Alegre

Como falamos no post anterior, ficamos em um hotel bem simples em Porto Alegre, pela falta de opção e pelos altos preços das hospedagens. Como o hotel não oferecia café da manhã, acordamos e fomos até a padaria próxima comer um “cacetinho”. Não se assuste porque isso não é um palavrão! É como eles chamam o pãozinho francês.

 

Sede da Prefeitura- Porto Alegre
Sede da Prefeitura – Porto Alegre

 

Corremos um pouco porque queríamos pegar o primeiro horário do ônibus turismo que percorre os pontos turísticos de Porto Alegre (R$ 10,00). O bom é que tivemos que andar apenas umas três quadras, então deu tempo de pegar o primeiro horário das 9h.

O ônibus de dois andares (sendo o segundo andar aberto) é bem estruturado e todo o percurso é feito com o acompanhamento de um guia. Existem auto-falantes espalhados pelo ônibus, portanto dá pra escutar direitinho as explicações. Como o frio estava tenso, começamos o passeio em cima, mas depois descemos. No mesmo passeio estava uma turma de colégio, e um dos professores, pessoa finíssima, foi conversando com a gente e ajudando a explicar os pontos turísticos de Porto Alegre.

 

MARGS - Museu de Arte do Rio Grande Do Sul - Porto Alegre
MARGS – Museu de Arte do Rio Grande Do Sul – Porto Alegre

 

O passeio durou aproximadamente 1h e passamos por parques, construções históricas, museus, o porto e rio Guaíba, o estádio de futebol, tudo isso dentro do ônibus – não existem paradas para descida. Por isso, o passeio é interessante apenas para se localizar e escolher quais pontos turísticos você quer conhecer.

À tarde saímos a pé rumo ao centro da cidade. Almoçamos um famoso churrasco gaúcho e aproveitamos para visitar O MARGS, inclusive uma exposição que estava acontecendo com um acervo muito rico, com algumas obras trazidas do MASP.

 

Casa de Cultura Mário Quintana - Porto Alegre
Casa de Cultura Mário Quintana – Porto Alegre

 

Saindo de lá passamos pela Casa de Cultura Mário Quintana e depois fomos ao Mercadão. Muito movimentado, cheio de produtos para chimarrão e até uma plaquinha em uma lanchonete dizendo: “temos o verdadeiro sanduíche de mortadela do Mercadão de São Paulo”. O lugar é bacana, mas fica difícil a comparação com o Mercadão Paulista.  De lá, saímos em direção ao famoso Lago Guaíba e o céu estava a nosso favor. O dia havia amanhecido nublado, mas a tarde estava linda com o céu azul. Subimos então ao mirante da Usina do Gasômetro para esperar o pôr do sol.

Gaúchos vendo o Pôr do Sol no Guaíba - Porto Alegre
Sol se pondo no Lago Guaíba – Porto Alegre

 

Muito interessante ver várias pessoas chegando para ver esse mesmo cenário. Realmente o Guaíba é a praia dos gaúchos! Descemos do mirante e ficamos em um banco de frente para o lago até o sol se por. Imagem fantástica. Linda mesmo! Conosco várias outras pessoas sentadas, tomando seus inseparáveis chimarrões ou os outros turistas tirando inúmeras fotos desse cenário tão bonito.

 

Pôr do Sol no Guaíba - Porto Alegre
Pôr do Sol no Guaíba – Porto Alegre

 

Na volta, passamos em um dos bares da região, o boteco Natalício, com o tradicional chopp Brahma e gostosos salgados e porções em um ambiente bem interessante.

Dúvidas? Sugestões? Opiniões? Deixe abaixo o seu comentário.

Leia mais sobre Porto Alegre e as cidades da nossa viagem ao sul do Brasil:

 

PARTICIPE! DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Por favor informe seu nome aqui