8° dia -Caxias do Sul e Bento Gonçalves

8°-dia-Caxias-do-Sul-e-Bento-Gonçalves

Acordamos cedo e aproveitamos a manhã para conhecer Caxias do Sul. O frio já dava sinal marcando 7 graus no termômetro. A neblina estava encobrindo toda a cidade e a igreja de São Pelegrino, primeiro ponto turístico que visitamos, estava praticamente invisível. Falando na igreja ela é linda! As pinturas e os detalhes em alto relevo da porta e até uma réplica da Pietá, fazem dela um ótimo destino turístico.

 

Caxias do Sul

A cidade de Caxias do Sul é considerada a segunda maior do Rio Grande do Sul, atrás apenas de Porto Alegre. Por isso, o centro é cheio de lojas, o que rendeu a compra de alguns presentinhos. A praça e Catedral também são muito bonitas. Existem muitos roteiros para fazer na cidade (só ir até um dos muitos pontos de informações turísticas e perguntar), mas como estávamos apenas de passagem visitamos somente o Castelo Chateau la Clave. A visita é fantástica.

Igreja Matriz com Neblina – Caxias do Sul

 

O lugar é uma réplica de um Castelo Medieval e os turistas são levados por donzelas (moças tipicamente vestidas) para visitação do castelo e toda a produção de vinhos. Cenário muito bonito regado à degustação de um bom vinho e espumante (visita R$ 5,00 sendo o valor abatido na compra de produtos).

 

Castelo e Vinícola – Chateau la Clave – Caxias do Sul

 

Bento Gonçalves

Depois do castelo seguimos pela estrada da Rota do Sol até chegar a Bento Gonçalves, onde nos perdemos tentando achar a pousada Ca’ di Valle.

Na verdade o problema está na RS 444. Ela começa de um lado da cidade e termina do outro. Não demos sorte e pegamos o lado errado. Azar de principiante porque o caminho até chegar ao Vale dos Vinhedos (nome dado a parte da RS que queríamos achar) é bem fácil.

Chegamos na pousada Ca’di Valle à tarde e mais uma vez a escolha foi perfeita. A pousadinha contando com poucos quartos fica integrada à casa dos simpáticos donos que também comercializam produtos artesanais feitos por eles mesmos.

A suíte é muito aconchegante, tudo com aspecto novo. Encontramos no quarto aquecedor, piso laminado (para ficar mais quentinho) e cobertores e edredons à vontade. O café da manhã é servido ao lado do quarto em uma mini cozinha delicada, que também está disponível para ser usada pelos hóspedes. Para tanto, precisamos reservar horário do café porque a cozinha pequena fica exclusiva de cada quarto dependendo do horário.

Adoramos o lugar!

 

Portal Bento GonçalvesPortal de Bento Gonçalves

 

Tomamos um banho e saímos atrás da Casa de Madeira, uma dica de restaurante que pegamos no guia Quatro Rodas. O problema é que não sabíamos que durante a semana, à noite, as cantinas e restaurantes do Vale dos Vinhedos não funcionam. Então, depois de rodar a estrada toda no escuro, fomos parar na também indicada Casa Mia(R$ 24,90 p/p o simples que já é um exagero de fartura) ao lado da entrada de Bento Gonçalves. O restaurante é lindo, todo decorado com uma bela comida típica italiana. Nos fartamos com o galeto al primo canto delicioso e todas as outras gostosuras servidas à vontade junto com o prato.

Dúvidas? Sugestões? Opiniões? Deixe abaixo o seu comentário.

RECEBA DICAS DE VIAGEM
Faça como 3127 Viajantes Inteligentes e assine nossa lista VIP.É de graça!

Leia os outros posts sobre nossa viagem ao sul do Brasil:

 

Hospedagem Ingresso Seguro Carros Smartphone Passeios